iFolha - Saúde confirma mais 03 mortes entre elas um técnico de enfermagem da Santa Casa

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 27 de Fevereiro de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 27/02/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 18 de Janeiro, 2021 - 18:52
Saúde confirma mais 03 mortes entre elas um técnico de enfermagem da Santa Casa

03 DIAS, 03 MORTES!
Olímpia tem 03 óbitos por complicações da Covid-19 em 03 dias e vai a cinco em janeiro. Índice da cidade passa a ser de 150 óbitos por 100 mil habitantes, um dos maiores da região.


Com as mortes de um homem e uma mulher de 84 anos e um enfermeiro de 37, Olímpia atingiu 05 óbitos neste primeiro mês de 2021. A Santa Casa também perdeu seu primeiro funcionário da área de enfermagem por complicações da doença (foto).

Foram três óbitos nos últimos três dias. Um por dia. Um no dia 16, outro no dia 17 e o último nesta segunda-feira, 18.

O mês de janeiro, com cinco óbitos já ultrapassa e se iguala em número de casos aos meses de julho (o anterior ao pico da primeira onda) e o de novembro e supera o de dezembro.

O registro de três mortes seguidas vem comprovar que a cidade está chegando próximo ao pico da segunda onda da pandemia do novo coronavírus.

O BOLETIM DA PREFEITURA
A secretaria de Saúde de Olímpia informou na segunda-feira, 18, que, em três dias, recebeu 50 resultados negativos, 41 positivos para Covid e confirmou três novos óbitos, de um senhor e uma senhora, ambos com 84 anos e de um jovem de 37, que faleceu vítima de complicações da doença.


Outras 86 notificações suspeitas foram registradas e, por outro lado, mais 69 pessoas estão recuperadas.  Com as atualizações, Olímpia passou a ter 3.847 casos confirmados, dos quais 3.685 estão curados (95%), 83 vieram a óbito e dezoito estão internados em hospitais de Olímpia e região (12 em UTI e 6 Enfermaria).

O município aguarda resultados de 210 suspeitos. Os casos positivos são de 27 mulheres (7, 18, 19, 20, 25, 26, 28, 28, 29, 31, 31, 36, 41, 42, 45, 47, 50, 51, 52, 56, 56, 66, 67, 74, 77, 86 e 86 anos) e 14 homens (23, 31, 33, 34, 40, 48, 51, 52, 56, 65, 67, 67, 70 e 76 anos).

OS CINCO ÓBITOS DO MÊS DE JANEIRO
O primeiro óbito do final de semana, o 81.º da pandemia, aconteceu na Santa Casa de Olímpia, no sábado, 16, quando faleceu por complicações da Covid-19, Carlos Paulo dos Santos, de 84 anos de idade.

O 82.º falecimento oficial por complicações da Covid-19 em Olímpia aconteceu no dia 17, domingo, na Santa Casa de Barretos, foi de um profissional que estava na linha de frente, pois trabalhava no setor de enfermagem da Santa Casa local, Lucas Rodrigo Mendes Boscontro, de 37 anos.

Lucas foi o único homem com 37 anos a falecer no domingo, 17, em Olímpia e a confirmação de que seria de Covid veio com a divulgação pela prefeitura, em seu Boletim, de que um homem com esta idade havia falecido neste dia.

O técnico de enfermagem, por já ter passado o período de incubação da doença, teve homenagens póstumas prestadas no Jardim das Primaveras, na segunda-feira, 18, das 8h00 às 12h00, quando seu corpo seguiu para o distrito de Baguaçu, onde foi sepultado.

Já a 83.º óbito da pandemia de moradores de Olímpia, aconteceu na Santa Casa de Penápolis, na segunda-feira, dia 18, de Adelia Alcantara da Silva, de 84 anos.

AS DUAS PRIMEIRAS DE JANEIRO
A 80.ª morte por complicações da Covid-19 foi de Leonor Furlaneto Pereira, aos 80 anos de idade, no dia 12, na Santa Casa de Olímpia.


O 79.º óbito e o primeiro do mês de janeiro de 2021 foi o de Alceu Buso, de 81 anos, residente no Distrito de Ribeiro dos Santos que faleceu na quinta-feira, 07, na Santa Casa de Olímpia.

NÚMERO ELEVADO POR 100 MIL HABITANTES
Por outro lado, com 83 casos registrados até aqui, Olímpia passa a ter um número de casos de mortes por Covid-19 por 100 mil habitantes superior à maioria das cidades da região, com 150 óbitos por 100 mil.


Na conta feita pelos especialistas, divide-se o número de mortes (83) pelo número de habitantes (55.130) e depois se multiplica o resultado por 100 mil, o que dá um resultado de 150.

Para se ter uma ideia, Barretos, que também teve mais um óbito na segunda-feira, 18 e foi a 162, com 122.833 habitantes o número é de 132 mortos por 100 mil habitantes.

O QUE DIZEM OS NÚMEROS
São 50 homens (60%) e 33 mulheres (39%). Dos 83 óbitos registrados até aqui, o mais novo tinha 28 anos e o mais velho 92. Apenas 05 deles tinham até 39 anos (6%). 09 tinham entre 40 e 59 anos (10,8%). 42 entre 60 e 79 anos (50,6%). E 26 com mais de 80 anos (30%).


PODEM TER MORRIDO MUITO MAIS
Com as cinco mortes em janeiro, Olímpia chegou a 83 mortes oficiais por complicações da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, mas pode ter havido muito mais desde o início da pandemia e até atualmente.

Direta ou indiretamente, há quem acredite que no município possam ter morrido até 200 pessoas em virtude das situações provocadas pela pandemia.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
27 de Fevereiro, 2021
Em apenas duas horas a Saúde vacinou 180 idosos de 80 anos - 0
27 de Fevereiro, 2021
Publicação de novo decreto e regras evitou condenação no TJ - 4
27 de Fevereiro, 2021
Prefeito faz nova regulamentação e evita uma semana de fase vermelha - 24
27 de Fevereiro, 2021
Escola particular paralisa as atividades com 4 alunos confirmados com o vírus - 23
27 de Fevereiro, 2021
Aniversário terá entrega simbólica de obras e live com artistas locais - 26


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites