iFolha - Réu tem pena aumentada para 33 anos de reclusão

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 24 de Maio de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 20/05/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 31 de Março, 2019 - 18:45
Réu tem pena aumentada para 33 anos de reclusão

Em julgamento realizado no plenário do Fórum de Olímpia, o réu Alef Vieira Branco, de 25 anos, foi condenado a pena de 33 anos e 4 meses de reclusão, em regime fechado. Ele é acusado de homicídio e tentativa de homicídio, duplamente qualificados, contra dois irmãos em 2014, no jardim Santa Fé, em Olímpia.

Este caso já havia sido julgado em 2017, quando o réu foi condenado a um total de 28 anos de reclusão. No entanto, por um erro técnico (teria sido nas gravações), o TJ - Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que novo júri fosse realizado.

O julgamento de quinta-feira, dia 28, foi presidido pelo juiz de direito Eduardo Luiz de Abreu Costa. Como representante do Ministério Público atuou a promotora Sílvia Luiza Damas Prestes Ribeiro. Na defesa trabalhou o advogado Aparecido Alberto Zanirato.

A pena foi dosada em 20 anos de reclusão pela prática do crime de homicídio duplamente qualificado e 13 anos e 4 meses pela tentativa de homicídio, também duplamente qualificado, totalizando 33 anos e 4 meses de reclusão.

Como se recorda, o réu em fevereiro de 2014 matou com tiros de revólver Luis Fernando Perpétuo Celete, o “Bilú”, de 20 anos  e ainda tentou matar o seu irmão, Tarcisio Augusto Celete de Oliveira, com um  tiro que atingiu, de raspão, sua cabeça. O motivo foi porque o réu não aceitava o fato de “Bilú” já ter tido um relacionamento com sua namorada.

Alef Vieira Branco, depois da condenação no primeiro julgamento foi encarcerado na penitenciária compacta de Paraguaçu Paulista.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
20 de Maio, 2019
Vida real - 85
20 de Maio, 2019
Os amigos da cabeleira - 84
20 de Maio, 2019
O CD da novela Verão 90 chegou nas lojas - 87
20 de Maio, 2019
O filme Oitava Série chegou nas locadoras - 74
20 de Maio, 2019
Arroz-doce Caramelizado - 89


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites