iFolha - Prefeitura troca o almoço por lanche em 3 escolas municipais

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 27 de Março de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 27/03/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 19 de Março, 2017 - 14:40
Prefeitura troca o almoço por lanche em 3 escolas municipais

Da redação e assessoria

A Prefeitura Municipal de Olímpia confirmou nesta semana que três escolas da rede municipal de ensino de Olímpia, que atendem alunos em período parcial, estão passando por readequação na merenda oferecida a seus alunos. A medida foi baseada na constatação de que os alunos não consumiam completamente as refeições o que, consequente­mente, vinha gerando des­perdício de alimentos.


O fato também foi verificado por meio de um levantamento da secretaria de Administração que identificou significante desperdício. A alteração atinge apenas 538 crianças da pré-escola (4 e 5 anos), dos quase seis mil alunos da rede.

As escolas que passam pela mudança são a Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Professor Eugênio Zaccarelli, EMEB Professora Therezina Lo­pes de Melo Vicente e EMEB Thiago Felício Sant’anna.

Antes da adequação, as unidades escolares serviam fruta às 7 horas e almoço às 9 horas para os alunos da manhã e para as crianças da tarde almoço às 14h30 e fruta às 17 horas. Já com a adequação, as escolas estão servindo fruta às 7 horas e lanche às 9h30 e à tarde lanche às 14h50 e fruta às 17 horas.

O lanche é composto por pão de leite com carne moída, frango ou salsicha e suco e, uma vez por semana, é servido bolo com leite e achocolatado.

A adequação foi elaborada por nutricionistas, garantindo que a mudança não gere qualquer prejuízo nutricional aos alunos. Além disso, mesmo com a alteração, o município continua oferecendo quantidade de alimentos superior à exigida pelas normas vigentes. 

As nutricionistas também acompanham a implantação da adequação que, até o presente momento, tem apresentado boa aceitação das crianças e aprovação dos pais, segundo informaram os diretores das escolas participantes.

Para os pais que estão com dúvidas, as escolas e os profissionais estão se disponibilizando a realizar reuniões para esclarecer as mudanças, que têm sido compreendidas.

Nas demais unidades de creches, nas escolas de ensino fundamental e nas escolas estaduais de ensino médio, que atendem em período integral ou misto (parcial e integral), a refeição “almoço” continua sendo oferecida sem alterações.

Novo contrato da merenda escolar vai ficar 23% menor

Com a abertura das propostas relativas ao processo de licitação na modalidade Pregão, número 02/2017, o novo contrato para a prestação de serviços de preparo distribuição da merenda escolar vai custar 23% menos do que se fosse mantido o anterior, assinado em 2015 pelo ex-prefeito Eugênio José Zuliani, que seria renovado com a correção de 5,39%, índice previsto pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado).

O contrato atual foi assinado com o valor de R$ 8,5 milhões e caso ele fosse renovado com a aplicação dos 5,39% aumentaria para R$ 8.957.864,00. No entanto, com pequenos ajustes no edital, a licitação foi aberta e a proposta final alcançada foi de R$ 6.925.000,00. Quer dizer, uma economia de mais de R$ 2 milhões de reais, ou seja, uma economia de aproximadamente 23% para os cofres públicos.

A sessão foi conduzida pelo pregoeiro João Luís Alves Ferreira, servidor de carreira. Participaram do certame três empresas e a empresa que atualmente presta os serviços e sagrou-se vencedora da licitação, a Della Fattoria Alimentare Refeições Ltda.

O contrato da merenda vigente, que expira em 6 de abril deste ano, previa gastos no período de (06/04/2016 a 05/04/2017), a importância de R$ 8.468.447,00. Mas de abril do ano passado até o mês de fevereiro deste ano o total gasto foi de R$ 8.066.053,75.

Além da Della Fattoria Alimentare Refeições Ltda., que apresentou o valor inicial de R$ 7.002.096,00; também disputaram a licitação a JNC Restaurante Ltda. – EPP, com o valor inicial de R$ 7.001.716,40; e Snack Fornecimento de Refeições Eireli – ME, com o valor de R$ 8.008.081,40. Após a etapa de lances a Della Fattoria Alimentare Refeições Ltda. Venceu com o total de R$ 6.925.000,00.

 

 


 

 

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
27 de Março, 2017
Sem medo do dentista! - 3
27 de Março, 2017
Thermas Social começa o ano de 2017 movimentando a população e funcionários - 71
27 de Março, 2017
Casal de idosos perde R$ 5.500,00 para falsos funcionários da Saúde - 95
27 de Março, 2017
Mulher de Ribeiro dos Santos é flagrada furtando supermercado - 104
27 de Março, 2017
Menino operado na Santa Casa morre em hospital de Rio Preto - 170


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites