iFolha - Polícia local quer identificar o engenheiro responsável por obra que matou pedreiro

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 19 de Maio de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/05/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 21 de Abril, 2019 - 09:32
Polícia local quer identificar o engenheiro responsável por obra que matou pedreiro

Com o objetivo de identificar o engenheiro responsável e o proprietário da obra onde acabou morrendo o pedreiro Pau­lo Henrique da Silva Teiga, de 32 anos, a delegacia de polícia de Olím­pia notificou a Secretaria de Obras da Prefeitura da Estância Turística de Olím­pia. No entanto, até a tarde de quinta-feira, dia 18, ainda não havia recebido resposta.

O desabamento que matou o pedreiro aconteceu na quarta-feira, dia 17, por volta das 11 horas, na Avenida Andrade e Silva, 80. De acordo com informações preliminares, o pedreiro estava trabalhando próximo ao muro que faz divisa com uma residência quando a estrutura desabou e caiu sobre o tórax do trabalhador.

No momento, na obra, também estavam outros funcionários que presenciaram o acontecido, mas não ficaram feridos, pois conseguiram correr  antes do desabamento. O pedreiro morto, depois de alertado teria tentado correr, mas acabou escorregando na lama, tendo o muro caído sobre ele.

O trabalhador chegou a ser socorrido, mais acabou falecendo antes mesmo de dar entrada na UPA-Unidade de Pronto Atendimento de Olímpia.

De acordo com o registro policial, como testemunhas presenciais foram arrolados Antônio Ro­ber­to Camargo, de 46 anos e o pedreiro Adriano de Paula, de 40 anos, morador no bairro São José.

Na delegacia de polícia compareceu o auxiliar de cozinha Adnam dos Reis Simenes Ribeiro, de 46 anos, cunhado de Paulo Henrique, que declarou que foi comunicado do acontecido por um funcionário da obra.

Já o escrivão de polícia Luis Carlos fez constar no registro policial que na obra não havia nenhuma placa identificando o engenheiro responsável técnico e até o final do registro da ocorrência policial não compareceu ninguém na delegacia de polícia para ser identificado como responsável pela construção.  Também não se sabe quem é o proprietário do terreno. A polícia aguarda a manifestação da Secretaria de Obras de Olímpia. O pedreiro Paulo Hen­rique foi sepultado na manhã de ontem, quinta-feira, dia 18, no cemitério São José, de Olímpia.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Maio, 2019
Comerciante posta vídeo e diz que vai ‘endurecer’ jogo com Fernando Cunha - 82
19 de Maio, 2019
Prefeitura envia dossiê e pede investigação contra comerciante por difamar município - 40
19 de Maio, 2019
A triste história de quem não consegue cortar o queijo - 41
19 de Maio, 2019
Pacaembu faz campanha de combate à exploração sexual - 21
19 de Maio, 2019
Gustavo Pimenta fez ritual de satanismo ou bruxaria na Câmara? - 48


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites