iFolha - Palhaço de Votorantin acusado de furar três crianças de Olímpia com agulha de seringa

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Novembro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/11/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 10 de Novembro, 2017 - 12:00
Palhaço de Votorantin acusado de furar três crianças de Olímpia com agulha de seringa

Reinaldo Piemonte de Oliveira, de 60 anos, que se apresenta caracterizado de palhaço, residente na Rodovia Bungiro Nakau entre Votorantin e Ibiuna, está sendo acusado de ter provocado lesão corporal em três crianças de Olímpia durante feira livre que ocorria na noite de quinta-feira, 9, na Praça Santa Rita.

Segundo o que foi registrado na Delegacia de Polícia local, os policiais cabos Fábio e Oliveira, membros da ROCAM, estavam de serviço quando receberam uma informação de que um sujeito caracterizado de Palhaço Patati havia espetado três crianças com uma seringa na praça do bairro Santa Rita e que teria se evadido do local ao saber que os pais dos menores haviam chamado a polícia.

O indivíduo fugiu do local em uma perua VW/Kombi com placas de Coritiba, PR. Os policiais então iniciaram a busca do acusado e obtiveram a informação de que este estaria na avenida Aurora Forti Neves comercializando brinquedos infantis de borracha, denominados “Fluffy Ball” e segurava um bastão com vários brinquedos de borracha pendurados.

O homem foi abordado e submetido a busca pessoal e nada de ilícito foi encontrado. Foi identificado como sendo Reinaldo Piemonte de Oliveira e durante o procedimento tiveram a informação de que havia estacionado a perua Kombi, perto do Tuti Resort.

No local onde o veículo estava estacionado, Reinaldo foi indagado sobre os fatos e confirmou que realmente esteve na Praça Santa Rita comercializando os brinquedos e que o episódio com a criança havia sido um acidente, que não teria ferido ninguém de forma proposital. Disse que utilizava a seringa para inflar os brinquedos e que a seringa estava dentro da caixa e que a vítima poderia ter se espetado e se autolesionado ao manusear os brinquedos.

No interior da perua Kombi foram encontrados mais brinquedos semelhantes aos que Reinaldo comercializava, além de seringas de plástico colorido com agulhas iguais às utilizadas em procedimentos médicos, ou seja, capazes de causar lesão corporal. Também foram encontrados outros brinquedos de origem chinesa.

A vítima G.H.S relatou que estava mexendo nos brinquedos, os quais estavam dentro de uma caixa, quando o palhaço segurou a mão dele e furou o seu braço. Disse também que o autor furou outras duas crianças que estavam próximas naquele mesmo instante. As outras vítimas, LGF e BSS não foram ouvidas na delegacia, mas as três crianças passaram pela UPA onde ficou constatada a lesão corporal, ou seja, que haviam sido furadas pela agulha da seringa.

O acusado, na delegacia, indagado novamente sobre os fatos voltou a manter a sua versão de que tudo não passava de um acidente.

Reinaldo concordou em passar por exame de constatação de HIV e também de hepatite na UPA local e o resultado foi negativo para as citadas doenças.

O delegada Débora Cristina Abdala Nóbrega, então determinou a apreensão dos brinquedos relacionados aos fatos, seringas e outros brinquedos de origem chinesa sem nota fiscal até que Reinaldo comprove a origem lícita da mercadoria.

Em pesquisas realizadas nos sistemas de informação da polícia nenhuma passagem criminal foi encontrada em nome do autor. As seringas serão objeto de procedimento pericial para aferir potencial lesivo e eficácia na produção de lesões corporais.

Reinaldo, após o término dos procedimentos na delegacia foi liberado, assim como o veículo que utilizava que não apresentava nenhuma irregularidade administrativa.

REPERCUSSÃO
O fato causou indignação das pessoas nas redes sociais, com a publicação de fotos do Palhaço na delegacia e com diversos comentários sobre o assunto.

Muitas afirmações davam conta de que o palhaço tratava mal as crianças. Uma delas destacou: “Esse senhor foi grosso com o meu filho e eu peguei ele no pulo e chamei a atenção dele e ainda falei pra minha mãe: que palhaço estranho.”


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Novembro, 2017
Réveillon 2018 será no estacionamento do Thermas com shows sertanejos e escola de samba - 95
20 de Novembro, 2017
Futuro - 33
20 de Novembro, 2017
Cirurgia de correção pode ser a solução para aumentar a autoestima - 34
20 de Novembro, 2017
CD Na Luz do Som - Victor & Leo está nas lojas - 29
20 de Novembro, 2017
O filme Como Se Tornar um Conquistador chegou nas locadoras - 30


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
































Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites