iFolha - MP investiga mais uma improbidade de Geninho: loteamento ao lado do G. de Esportes

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Dezembro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 13/12/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 03 de Dezembro, 2017 - 22:32
MP investiga mais uma improbidade de Geninho: loteamento ao lado do G. de Esportes

O Ministério Público de Olím­pia, através da promotora de justiça Valéria Andreia Ferrei­ra de Lima, instaurou um inquérito civil para investigar eventual prática de ato de improbidade administrativa que teria sido praticada pelo ex-prefeito Eugênio José Zuliani, Geninho, em um loteamento autorizado por ele, localizado à margem da estrada vicinal Natal Breda, ao lado do Ginásio de Esportes Olynto Zambom.

Trata-se de um inquérito civil que foi instaurado a partir de uma representação formulada pelo vereador Hélio Lisse Jú­nior, apontando eventuais prejuízos financeiros que teriam sido provocados ao município a partir da comerciali­zação de terrenos.

De acordo com a publicação encontrada no Diário Oficial do Estado (DOE), edição do dia 24 de novembro de 2017, além do ex-prefeito Eugênio José Zuliani, o inquérito civil investiga também a eventual participação da empresa pública Prodem (Progresso e Desenvolvimento Municipal).

“Teria concorrido com a prática de atos simulados para a implantação irregular de loteamentos mediante recebimento de doações de áreas particulares para implantação de ruas e avenidas”, diz trecho da portaria emitida com a data de 14 de novembro de 2017, pelo Ministério Público, que também faz citações de sete leis municipais editadas em 2016, a qual a reportagem teve acesso.

Informações obtidas pela reportagem indicam que o local foi transformado em 187 lotes que teriam rendido a cifra de R$ 11.308.982,18 e, outros 156 lotes que teriam somado outros R$ 9.340.818.

 



Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
13 de Dezembro, 2017
Daemo assina contrato para perfuração e reestruturação de poços - 109
13 de Dezembro, 2017
Programação cultural do Natal Encantado continua nesta quinta - 87
13 de Dezembro, 2017
Jurista Luiz Flávio Gomes faz palestra na Casa do Advogado nesta quinta-feira - 114
13 de Dezembro, 2017
Trabalhador fica assustado ao saber de dívida de R$ 200 mil em loja de eletrodomésticos - 669
13 de Dezembro, 2017
Estelionatário vende panela por R$ 100, mas cobra R$ 1000, no cartão de crédito - 429


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites