iFolha - Humor com sotaque cearense em “Cine Holliúdy”

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 18/10/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 29 de Janeiro, 2018 - 11:27
Humor com sotaque cearense em “Cine Holliúdy”

Francisgleydisson (Edmilson Filho) é dono do “Cine Holliúdy” e ao lado de Marylin (Letícia Colin), fará de tudo para manter o cinema da cidade aberto / Marcos Rosa-RG



Marylin (Letícia Colin) é uma moça “ispilicute” como diz Francisgleydisson (Edmilson Filho).  Ela veio de São Paulo a contragosto, mas ao lado de Francis a paulista vai viver dias de muitas aventuras. Ao fundo da foto, pode-se notar a fachada do “Cine Holliúdy” / Marcos Rosa-RG




Nos anos de 1970, habitantes de uma cidade do interior passaram a desfrutar de um bem até então desconhecido: a televisão. Porém, o aparelho afastou as pessoas do cinema. Agora, cabe ao proprietário do cinema local tentar a qualquer custo atrair o público de volta. Este foi o mote do longa “Cine Holliúdy” de 2012 e que agora a Globo pretende mostrar em uma série de 10 episódios, a qual já está sendo produzida à todo vapor.  

Apesar de investir no realismo fantástico, a série também dialoga com a atualidade através da sátira política, tema bem atual para o Brasil, pelo menos é isso que garante o ator Matheus Nachtergaele, protagonista de “Cine Holliúdy”, na qual encarna o prefeito Olegário.

Pense num cabra que não desiste fácil do que quer, que pode se estropiar todo e ainda se levantar com um sorriso no rosto e um bocado de ideia mirabolante. O nome dele é Francisgleydisson (Edmilson Filho) e seu sobrenome é Cine Holliúdy. Ou quase isso.

Desde novembro do ano passado Francis e o mundo fantástico de seu cinema estão em Pitombas, ou melhor, Areias, uma cidade no interior de São Paulo que ganhou ares de um Ceará da década de 1970. Cidade fictícia criada para ambientar a série “Cine Holliúdy”, uma coprodução da Globo com a produtora Glaz, Pitombas foi construída aos poucos ao redor da praça principal da cidade, ganhando cores, formas e texturas que fazem jus ao interior cearense de 50 anos atrás.

Sob direção de Patrícia Pedrosa e de Halder Gomes, já foram realizados 48 dias de gravação no local, o que movimentou a pacata cidade de 3.700 habitantes. Cerca de 20 locações, entre internas e externas, foram utilizadas em Areias, e 100% dos cenários internos foram cenografados para ajustar tanto os layouts quanto a época de cada ambiente. Para isso, foram utilizados mais de 500 litros de tinta, 50 litros de cola e quase duas toneladas de madeira.

Agora a equipe da série já está na capital paulista, onde serão realizadas as cenas do interior do cinema de Francis, protagonizadas pelos atores Edmilson Filho, Letícia Colin, Haroldo Guimarães, Matheus Nachtergaele, Heloísa Perissé, entre outros. Em seguida, a produção parte para Quixadá, no Ceará, para gravar mais cenas da obra, que ainda não tem previsão de estreia na tela da Globo.

“Cine Holliúdy” conta a história de um “cinemista” dos bons, que mantém seu cinema, a única atração cultural de Pitombas, com muito orgulho e dedicação. Sujeito que nasceu para desenrolar as pendengas da vida, Francis não contava com a chegada de um adversário para o seu negócio. O responsável por essa grande novidade é o prefeito Olegário, um político que tem mais medo das vontades da mulher, Socorro (Heloísa Perissé), do que de deixar a prefeitura endividada. Ele resolve, então, atender ao pedido da primeira-dama e leva um aparelho de TV para a cidade.

Enquanto o povo se “embioca” na praça para assistir à novela no novo equipamento, Francis vê seu faturamento cair na bilheteria. Ele, então, se desdobra para tornar seu cinema mais atrativo, nem que tenha ele mesmo que criar suas obras e enfrentar alienígenas, assombrações e uns brutamontes no meio do caminho. O bicho é teimoso e tem no seu DNA algo que é comum ao brasileiro: a arte de se reinventar, se reerguer e fazer graça até na desgraça.

Agora, difícil mesmo vai ser conseguir a confiança, e um pedacinho do coração, da enteada de Olegário, Marylin (Letícia Colin). Ela, moça “ispilicute”, veio de São Paulo a contragosto, pisando duro e desejando ir embora, mas logo encontra uma boa razão para ficar naquele “fim de mundo”. Ao lado de Francis, a paulista vai viver dias de muitas aventuras com sotaque cearense.

Entre acontecimentos sobrenaturais, uma eleição que tem até um bode como candidato e golpes de voadoras no melhor estilo “tora pleura”. E para que a série seja sucesso de público e crítica, a Globo já escalou nomes do primeiro escalação de seu casting. Miguel Falabella que agora pode ser visto em “Brasil a Bordo” vai participar de um dos episódios de “Cine Holliúdy”. Ele viverá o ex-marido de Socorro. Com certeza uma dupla que vai dar muito o que falar no quesito humor. Ingrid Guimarães também foi convidada para um papel no programa. E quem está feliz da vida com o convite para participar de alguns dos episódios é o humorista Batoré, que durante muitos anos era contratado do SBT e fazia parte do elenco fixo do “A Praça é Nossa”. Mais um nome do humor para reforçar o elenco da nova série global.

Estão escalados também para “Cine Holliúdy” os atores Chico Diaz, Ney Latorraca e Tonico Pereira, entre outros.

Promete sucesso! Agora é esperar para ver quando a emissora vai marcar a data de estreia e conferir todo o trabalho que vem sendo executado pelos profissionais da Globo.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
18 de Outubro, 2018
Prefeito e Pacaembu anunciaram mais 539 casas do Minha Casa Minha Vida em Olímpia - 120
15 de Outubro, 2018
Nada de traição! - 91
15 de Outubro, 2018
Reeducação alimentar é o grande segredo! - 80
15 de Outubro, 2018
Novo disco de Jana Linhares está nas lojas - 63
15 de Outubro, 2018
O filme Não Vai Dar chegou nas locadoras - 71


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites