iFolha - Geninho afirma que advogados vão recorrer de sentença do TJ

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 14/10/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 07 de Abril, 2019 - 19:27
Geninho afirma que advogados vão recorrer de sentença do TJ

O deputado federal Eugênio José Zuliani, Ge­ni­nho, afirmou nesta semana que seus advogados vão entrar com um recurso especial no STJ (Superior Tribunal de Justiça), contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), que o condenou ao pagamento de uma multa em uma ação de eventual prática de ato de improbidade administrativa, que foi proposta pelo Ministério Público (MP) da Comarca de Olímpia.

Segundo consta em uma matéria que foi publicada pelo jornal Diário da Região, de São José do Rio Preto, Geninho disse que tomou ciência da decisão com a publicação no Diário Oficial. A irregularidade teria sido praticada quando ainda era o prefeito de Olímpia.

“Após consultar meus advogados, faremos a in­ter­posição de recurso especial perante o Superior Tribunal de Justiça. Esta­mos certos da inexis­tência de qualquer ato de impro­bi­dade administrativa, sen­do indevido falar-se em imputação de multa”, afirmou.

Para o deputado, a decisão reconheceu que não houve dano ao erário ou enriquecimento ilícito, tam­pouco suspensão de direitos políticos, fazendo com que não tenha incidência na chamada Lei da Ficha Limpa. “Não havendo dolo ou culpa, estamos certos de que a decisão de primeiro grau que julgou improcedente a ação será adotada pelo Superior Tribunal de Justiça”, reforçou Ge­ni­nho.

ENTENDA O CASO

Zuliani foi condenado a pagamento de multa pelo Tribunal de Justiça de São Paulo em ação de impro­bidade administrativa proposta pelo Ministério Público. Ele foi denunciado pelo MP por permitir uso de placa oficial da Prefeitura de Olímpia em veículo particular durante o período em que foi prefeito. O ex-secretário de Turismo Humberto José Putini, réu na mesma ação, é quem usava o veículo, de acordo com o processo.

O desembargador Cláudio Augusto Pedrassi condenou o parlamentar à devolução de dois salários que recebia como prefeito. “Quanto ao requerido Eugênio (Geninho), a pena deve ser menor, considerando-se a sua omissão no dever de fiscalização e o quadro probatório dos autos, sendo de rigor a aplicação da pena de multa civil, equivalente a duas vezes a última remuneração percebida atualizada, com juros de mora desde a citação”, decidiu Pedrassi.

O desembargador concluiu que ficaram configurados o dolo e culpa de Geninho e do ex-secretário de Turismo. “Não há norma que autorize a utilização de placa oficial em veículo particular de agente público, mas tão somente carro particular de agente público a serviço oficial”, diz trecho da decisão.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
14 de Outubro, 2019
Tudo pronto - 629
14 de Outubro, 2019
Os cuidados durante a gravidez - 731
14 de Outubro, 2019
A Dona Do Pedaço – Vol. 2 – Trilha Sonora é lançado - 718
14 de Outubro, 2019
O documentário Hilda Hilst Pede Contato já está disponível - 713
14 de Outubro, 2019
Pão Integral de Aveia - 603


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites