iFolha - E vem chegando o Verão

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 11 de Agosto de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10/08/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 09 de Dezembro, 2019 - 16:04
E vem chegando o Verão

Foto 01: Na hora de escolher o protetor solar, leia com atenção os rótulos. Se você puder contar com a orientação de um derma- tologista, melhor. Procure sempre escolher aquele que de adapta mais às necessidades de sua pele. E quando estiver na praia, ou na piscina, lembre-se o protetor solar deve ser reaplicado a cada duas horas / GB Imagem

 

Foto 02: O Sol faz bem para a saúde. É fonte de Vitamina D, no entanto se deve observar os horários recomendados para a exposição do corpo aos raios solares. Aproveite o que o Sol tem de melhor, mas previne-se contra os efeitos nocivos / GB Imagem

 

Este assunto é sempre atual porque apesar de amplamente comentado, ainda tem gente que não se protege corretamente contra os raios nocivos do Sol. E se perguntarmos porque isso acontece, as respostas invariavelmente serão “passar protetor a cada duas horas dá muito trabalho”; “nossa, mas a cada duas horas, quantos frascos de protetor vou ter que comprar?!”; “ah, a gente esquece porque está se divertindo muito e nem lembra do protetor”; “de manhã, eu passo uma camada bem grossa na pele e isso basta”; e assim por diante. E quando o assunto é proteger as crianças, fica ainda mais complicado porque os adultos “têm que ficar em cima” já que elas não conseguem cuidar disso sozinhas. 

Por isso, nunca é demais falar sobre proteção solar, principalmente nesta época na qual vêm chegando os feriados prolongados e também temporada de férias e junto com isso o verão.

Os médicos dermatologistas explicam que expor-se à luz solar em horários apropriados é saudável, pois ativa a síntese da vitamina D, responsável pelo aumento da absorção do cálcio e fósforo pelo intestino, constituintes fundamentais dos ossos. Mas, o perigo é não utilizar proteção para ter a pele bronzeada.

É sempre bom repetir que o uso de protetor solar deve ser diário, mesmo que você more bem longe da praia. O mais indicado são os produtos FPS 15; mas se a intenção é ir à piscina ou à praia, mude para FPS 30, no mínimo, sempre preferindo aqueles cuja qualidade seja comprovada.

Para proteger o rosto, existem protetores com FPS 40 (ou mais), acrescidos de outros ingredientes específicos para esta área do corpo. E vale uma dica, os protetores com cor são mais eficazes.
Por falta de cultura e até mesmo informação, a maioria das pessoas só aplica o filtro solar quando estão expostas diretamente aos raios solares, ou seja, durante as férias na praia. Porém, assim como a pasta de dente e o fio dental, por exemplo, o protetor também deve fazer parte da sua rotina de higiene e beleza.

E tem mais, o protetor deve ser aplicado 30 minutos antes de sair de casa e reaplicado a cada duas horas ou sempre que houver necessidade. No dia a dia, passe o produto nas regiões que ficam mais expostas ao sol (rosto, pescoço, colo, braços e mãos) e quando estiver na praia, em todo o corpo. Não se esqueça de que depois naquele mergulho ou após secar a pele com a toalha você deve proteger a pele novamente.

Os primeiros problemas da falta do uso de protetor solar são as queimaduras. Depois temos a vermelhidão, bolhas, sardas, manchas, rugas e flacidez. Estudos apontam que 90% dos casos de envelhecimento da pele do rosto é consequência do abuso da exposição ao sol, e não pela idade.

A exposição solar prolongada e de maneira inadequada pode também causar câncer de pele. Por isso, os cuidados com a pele devem começar na infância a partir dos seis meses. Este simples cuidado diário pode reduzir as chances de se contrair a doença em até 85%.

As pessoas com peles muito claras tendem a não ficarem bronzeadas, por causa da baixa presença de melanina. Por isso, quando expostas ao sol sem proteção adequada ficam com a pele avermelhada. A orientação é aplicar um filtro com FPS mais alto.

Os dermatologistas explicam ainda que a pele negra, morena e a clara não deve usar o mesmo tipo de protetor, pois cada uma delas têm características distintas e devem usar produtos diferentes.

Após a exposição ao sol, é bom usar hidratantes e os melhores são os chamados “pós sol”, pois são hipoalergênicos, além de terem ação calmante e refrescante que aliviam o desconforto das queimaduras de grau leve.  E tem mais, hidratar a pele evita o descascamento da pele e mantém o bronzeado.

A prevenção é fundamental para evitar doenças cutâneas. Dessa forma, é possível aproveitar as delícias da estação e não se preocupar com o aparecimento precoce das rugas.

Outra boa opção são os bronzeadores acrescidos de FPS. Para saber mais, procure protetor solar e bronzeador na sua loja preferida e leia atentamente todos os rótulos.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
10 de Agosto, 2020
Virgem; Pense bem antes de tomar atitudes precipitadas - 76
10 de Agosto, 2020
Sorria; Telegrama avisando - 71
10 de Agosto, 2020
Leitura; A Fofa do Terceiro Andar - 71
10 de Agosto, 2020
Record TV escolheu “A Escrava Mãe” para reprisar em suas tardes - 153
10 de Agosto, 2020
Fina Estampa; Paulo se desespera ao ler o bilhete de Esther avisando que deixou Vitória aos seus cuidados - 134


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites