iFolha - Causos para sorrir; Roubo do cavalo

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 16 de Dezembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16/12/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 08 de Outubro, 2018 - 13:22
Causos para sorrir; Roubo do cavalo

Roubo do cavalo

No Velho Oeste, um sujeito amarra o cavalo em frente ao bar e entra para pedir uma bebida. Na volta, descobre que seu cavalo foi roubado.

Furioso, ele saca o revólver e entra novamente, atirando para o alto.

— Quem roubou o meu cavalo? — questionou.

Ninguém respondeu.

— Tudo bem! Eu vou tomar outra dose e, se o meu cavalo não estiver lá fora quando eu terminar, vou fazer aqui o mesmo que eu fiz no Texas!

Minutos depois, sai do bar e encontra seu cavalo amarrado no lugar.

Intrigado, um caubói que estava próximo resolve arriscar:

— Só por curiosidade, o que você fez no Texas?

— Voltei a pé para casa!

 

Joãozinho e a geografia

Depois de chegar da escola, Joãozinho almoça, dá uma olhada rápida nas lições de casa e corre para o videogame.

A mãe, observando tudo, pergunta:

— Joãozinho, você não tinha de estar estudando?

Suas últimas notas foram lamentáveis.

— Mas eu já estudei, mamãe! Agora tenho de descansar! — respondeu ele, sem tirar os olhos da televisão.

— Sei... E sobre o que você estava lendo?

— Geografia, mapas... Essas coisas todas.

A mãe, para acabar com a mentira, resolve testá-lo:

— Então me diz onde fica a Inglaterra!

Joãozinho pega o livro rapidamente e fala:

— Na página 83, mãe!

 

Comida dos porcos

Certo dia, um fiscal da saúde pública foi checar o que um fazendeiro estava dando a seus porcos. O criador dos porcos disse:

— Estou dando para eles só resto de comida.

— Mas isso é um crime. Vou multa-lo por isso — bradou o fiscal.

Depois de um tempo, o fiscal retornou à fazenda. Dessa vez, o criador de porcos respondeu:

— Olha, agora estou dando caviar, salmão e ração importada par aos animais.

— Não creio! Com tantas crianças passando fome. Vou multa-lo de novo!

Após um mês, o fiscal retornou à fazenda. O matuto já foi logo dizendo:

— Seu fiscal, agora eu dou R$ 15 para cada porco. Assim, eles vão comer o que quiser e onde quiser!

 

Visita ao prefeito

O Vicente foi até o gabinete do prefeito, mas foi barrado pelo seu secretário.

— Seu Vicente, acho que o prefeito não vai poder atendê-lo, está com um pessoal que veio de Brasília...

— Ora, deixe de bobagem! Vai lá e fala pra ele que eu vim de Mercedes!

 

Sem mágicas

A cabeleireira para a cliente:

— Minha senhora, isto aqui é um pente, não uma varinha mágica!

 

Visita ao médico

— Doutor, meu marido manca porque tem uma perna maior que a outra. O que o senhor faria neste caso?

— Provavelmente mancaria também!

 

Múltipla escolha

Estreando seu novo emprego em uma companhia aérea, a aeromoça portuguesa pergunta sorrindo para o passageiro.

— O senhor aceita jantar?

— Quais as opções?

— Sim ou não.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
16 de Dezembro, 2018
Comemoração em Dose Dupla - 28
16 de Dezembro, 2018
Mãe flagra as filhas com droga e chama a polícia - 55
16 de Dezembro, 2018
Operação policial prende 4 por tráfico no Santa Ifigênia - 90
16 de Dezembro, 2018
Estelionatário aplica golpe da venda de carro e leva R$ 11 mil de aposentada - 31
16 de Dezembro, 2018
Ladrões agridem padre na casa paroquial para levar R$ 150,00 - 70


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites