Rádio Cidade
Olimpia, 24 de Outubro de 2014
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 23/10/2014
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 

Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 30 de Setembro, 2007 - 20:27
Cerca de 20% não têm preocupação com o câncer de pele

 

Com a chegada da primavera e os períodos mais calorentos e, por conseqüência, com dias mais ensolarados e muito convidativos para a permanência à beira de piscinas, importante é ter consciência dos riscos que isso traz à saúde. E isso nem todos demonstram conhecer. Os riscos de adquirir o temido câncer de pele que pode mutilar as pessoas ou mesmo até levar à morte, dependendo do caso, nem sempre são considerados.

No tocante, por exemplo, ao uso de protetores para expor o corpo ao sol, seja no sentido de satisfazer a vaidade de pessoas de pele mais clara através de um bronzeado ou mesmo na necessidade de movimentação quando a trabalho ou um simples passeio pelas ruas da cidade, percebe-se que é a preocupação da maioria.

Nas respostas de aproximadamente 20% das pessoas entrevistadas percebe-se que os riscos não são calculados e tem até quem dê preferência para um simples bronzeador. Mas para 70% o aspecto saúde é importante.

Talvez até seja por falta de mais conhecimento de um problema que ultimamente vem sendo discutido mundialmente, que se ouvimos respostas como a de uma entrevistada pela reportagem desta Folha sobre o porquê às vezes deixa de usar protetor: "queima mais fácil e a gente fica mais moreninha".

Mas de maneira geral, isto é, para aproximadamente 70% das entrevistadas na enquête realizada pela reportagem desta Folha nesta semana, a preocupação com a saúde prevenindo contra o câncer de pele vem em primeiro lugar.

Esse é o caso da balconista Gislaine Andréia Beltrame, de 17 anos, que tem o hábito de usar o protetor solar: "Proteger. Para quando estiver com mais idade não ter os problemas que são causados pelo sol".

A vendedora Fabiana Cristina Garcia, de 22 anos, também usa protetor solar principalmente para evitar os malefícios dos raios solares em excesso. "Me preocupo com a pele por causa do câncer e queimaduras", explicou.

O hábito familiar leva a estagiária Luciana de Mattos Perroni, de 21 anos, que trabalha numa empresa do ramo financeiro, a sempre usar porque tem conhecimento dos danos que o sol pode causar à pele.

"É sempre bom proteger. Não custa nada. Eu, minha mãe e minha irmã sempre usamos quando a gente toma banhos de sol. Seja na praia ou no clube a gente está sempre usando", reforçou.

A vendedora Simone Aparecida Afonso, de 30 anos, também têm o hábito de se proteger dos raios solares: "porque hoje em dia os raios solares estão muito fortes, o sol está muito quente, então tem que proteger por causa do câncer de pele".

Porém, a percepção dos danos que podem ser provocados pela exposição demasiada aos raios solares, principalmente em determinados períodos do dia, não é a mesma para a também vendedora Priscilia Simionato, de 22 anos, que declarou usar protetor somente quando o sol está muito forte.

"A maioria das vezes uso o bronzeador porque queima mais fácil e a gente fica mais moreninha", respondeu a vendedora que informou que sempre aos sábados busca intensificar o bronzeado da pele no período entre 14 e 17 horas.

Embora tenha informado que apenas às vezes usa protetor solar, a adolescente Geise Adrieli Marinho, de 16 anos, tem preocupação em se proteger mais dos raios solares: "O sol está forte nesses últimos dias e uso para proteger mais um pouco".

A importância da proteção é reconhecida pela vendedora Sâmara Cristina Pires, de 18 anos, mas, mesmo assim, não declarou usar protetores solares. Ao ser questionada se usava respondeu enfaticamente: "Não".

A cabeleireira Ágata Maria Bordon, de 25 anos, diz que acha muito importante usar o protetor solar: "para proteger do sol e de um câncer de pele".

A tradutora Juliana Pereira Kuhne de Souza, de 23 anos, chegou até a especificar que usa o fator 60: "Sou muito branca e o sol é bastante nocivo, então principalmente quem é muito branquinha precisa se proteger bem".

É também por ter a pele bastante clara que a comerciante Martiana Gratton, de 23 anos, sempre usa protetor para enfrentar os raios solares: "É para prevenir o câncer de pele".

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
23 de Outubro, 2014
Falta de energia elétrica por 10 horas vira caso de polícia - 148
23 de Outubro, 2014
Feto é encontrado em lagoa de tratamento de esgoto de Severínia - 127
23 de Outubro, 2014
Menor capota carro durante fuga da polícia em Ribeiro dos Santos - 128
23 de Outubro, 2014
Pintor fica ferido ao colidir motocicleta contra porta de Gol - 104
22 de Outubro, 2014
Acidentes com motocicletas deixam dois feridos na 3.ª feira - 373


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       














































Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites