iFolha - MP investiga irregularidade na Festa do Peão de Cajobi

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Abril de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/04/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 27 de Junho, 2010 - 23:15
MP investiga irregularidade na Festa do Peão de Cajobi
O Ministério Público de Olímpia instaurou no dia oito de junho de 2010, um Inquérito Civil Público, com a finalidade de apurar possível irregularidade que teria sido praticada pelo prefeito Dorival Sandrini, na realização da 36.ª Festa do Peão de Cajobi, realizada no período de cinco a nove de maio de 2010. A informação foi confirmada para a reportagem desta Folha, por telefone, pela oficiala Erlen Geraldo, na tarde da quarta-feira, dia 23.

De acordo com ela, a finalidade do promotor dos Direitos Constitucionais do Cidadão, Gilberto Ramos de Oliveira Júnior, é apurar denúncia de que o prefeito teria desviado a quantia de R$ 50 mil, valor que teria sido repassado a Sandrini, pela empresa Equipe de Rodeio 3 Corações, de Itapeva, contratada para organizar o evento.


Segundo a denúncia, no dia seguinte ao encerramento da festa, a empresa teria emitido e entregue ao prefeito, um cheque nominal no valor de R$ 50 mil, pré-datado para o dia 10 de outubro de 2010.


Ainda segundo a denúncia, a empresa teria sido a única a participar do processo de licitação, através dos editais números 028/2010 e 029/2010. No evento, que teve público estimado em 30 mil pessoas, houve distribuição de alta premiação aos vencedores, inclusive uma motocicleta zero quilômetro.


Ao final do Inquérito Civil, caso o promotor entenda haver indícios da irregularidade, deverá determinar que seja instaurado um inquérito policial pela Delegacia Seccional de Barretos, porque, no cargo de prefeito, Sandrini tem foro privilegiado.



Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Abril, 2019
Assista aos vídeos do programa Cidade em Destaque com Bruna Silva Arantes Savegnago e José Antônio Arantes na Rádio Cidade pelo Facebook – abril de 2019 - 52
15 de Abril, 2019
Niquinha registra BO por ser chamado de puxa-saco do prefeito no Face - 231
15 de Abril, 2019
Controle o açúcar em sua dieta - 95
15 de Abril, 2019
Amor Eterno - 208
15 de Abril, 2019
O CD da novela Verão 90 Vol. 1 chegou nas lojas - 95


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites