iFolha - Em 2020, pandemia fez Olímpia perder quase 2 milhões de turistas

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Abril de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/04/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 01 de Fevereiro, 2021 - 10:17
Em 2020, pandemia fez Olímpia perder quase 2 milhões de turistas

SAIU NO DIÁRIO!
Expectativa é de que em julho, com a vacinação,
o turismo comece sua escalada de recuperação.
Foram 1,1 milhão de visitantes em 2020 contra
2,9 milhões em 2019. Prefeitura vê com
preocupação a queda, motivada pela pandemia.

 

O Diário da Região de Rio Preto, em seu jornal impresso, edição de domingo, 31, e também pelo Diárioweb, publicou matéria sobre os efeitos da pandemia no turismo de Olímpia.

A reportagem de Por: Arthur Pazin, destaca que um dos setores mais impactados pela pandemia do coronavírus, o turismo sentiu e ainda vem sentindo os efeitos das medidas de restrições em decorrência da quarentena do Plano São Paulo.


Em Olímpia, por exemplo, o número de visitantes caiu 60% no ano passado em relação a 2019, de acordo com dados divulgados pela Prefeitura Municipal, que considera para o levantamento o número de leitos ocupados em hotéis, flats, pousadas, resorts e casas de temporada, que passaram a ser regularizadas em 2020. Atualmente, de acordo com a prefeitura, a cidade possui 26 mil leitos voltados ao turismo.

Foram 1.185.574 pessoas que visitaram estabelecimentos de turismo na cidade no ano passado, contra 2.981.866 no ano anterior, 1.796.292 turistas a menos. Em relação à média de ocupação anual, que analisa os números de leitos ocupados considerando a oferta do ano, em 2020, 39,8% dos leitos foram ocupados, contra 46,4% no ano anterior.

A queda no número de visitantes acontece após um aumento em dois anos consecutivos. Em 2017, o município recebeu 2.050.740 visitantes, quantidade que subiu para 2.645.603 em 2018.

No entanto, a média de ocupação anual já vinha caindo, devido a maior oferta de leitos com novos estabelecimentos e ampliações. Em 2017, a média de ocupação anual foi de 55,6%, número que caiu para 54,1% em 2018.

Segundo a Prefeitura de Olímpia, a queda de visitação no ano passado se deu pela situação de emergência declarada pelo município, que suspendeu as atividades para fins turísticos como os parques, em 23 de março, e retornou apenas em 1º de outubro, porém com 40% da capacidade. Ainda de acordo com a prefeitura, a hotelaria, que voltou a operar para fins turísticos em julho, seguindo um plano de retomada, atualmente se encontra operando com 75% da capacidade.

“SITUAÇÃO É PREOCUPANTE”

Para a secretária municipal de Planejamento e Finanças de Olímpia, Mary Brito, a queda na média de ocupação anual de leitos é preocupante, uma vez que toda uma cadeia de serviços depende diretamente do turismo, embora haja preocupação com a Saúde Pública e a necessidade de seguir as diretrizes do Plano São Paulo.

Diante disso, ela ressaltou que em 2020, a prefeitura prorrogou o prazo de pagamento da Taxa de Licença e todos os parcelamentos de IPTU, ISSQN, Multas, Taxas e outros, por 90 dias, sem o acréscimo de juros para contribuir com os empresários do ramo.

"Além disso, estabelecemos a retomada escalonada da ocupação da rede hoteleira e reabertura dos parques. Também exercemos o papel social, oferecendo não só aos empregados do setor como a todos os moradores o auxílio da Assistência Social no sentido de garantir a subsistência das famílias", afirmou Brito, que disse que neste ano, até o momento, ainda não foi necessário tomar nenhuma medida econômica.

"Estamos priorizando as atenções à Saúde, com leitos, insumos, equipamentos e pessoal para que não tenhamos nenhum risco de colapso nesta área e possamos atender tanto o munícipe quanto turistas que estejam na cidade", comentou a secretária.

Em relação à retomada econômica, Brito destacou que ainda vivemos um momento delicado e que por enquanto, a prefeitura segue monitorando a situação para definir novas medidas. Por outro lado, há, segundo ela, uma expectativa positiva para o retorno total das atividades em meados de julho, com o avanço da vacinação.

A secretária também ressaltou que o município conta com o forte potencial e com os investimentos da iniciativa privada, como dois grandes resorts e dois novos empreendimentos de lazer que estão em construção na cidade, com previsão de entrega para ainda este ano, o que irá ampliar a capacidade hoteleira e a geração de emprego no município.

Brito também lembrou que a queda de leitos e da atividade hoteleira, bem como a suspensão do uso dos parques aquáticos, afetou diretamente a arrecadação do ISSQN, além de afetar os níveis de desemprego na cidade.

VISITAÇÃO OLÍMPIA

2017

2.050.740 visitantes (média de ocupação anual - 55,6%)

2018

2.645.603 visitantes (média de ocupação anual - 54,1%)

2019

2.981.866 visitantes (média de ocupação anual - 46,4%)

2020

1.185.574 visitantes (média de ocupação anual - 39,8%)


 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Abril, 2021
Emagreça com alegria! - 71
21 de Abril, 2021
Tranquilita - Zé Felipe e Virginia Fonseca - 69
21 de Abril, 2021
Uma Mulher Inesquecível - 71
21 de Abril, 2021
Lasanha Quatro Queijos - 83
21 de Abril, 2021
A fundação de Brasília - 68


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       














Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites