iFolha - Sorria; Sou um milho

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 25 de Fevereiro de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 24/02/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 23 de Novembro, 2020 - 10:54
Sorria; Sou um milho

Sou um milho

Um louco, que pensava ser um milho, é mandado para um sanatório para se tratar. Após seis meses, parece estar recuperado. Para ter certeza quanto à sanidade do paciente, o diretor chama-o em sua sala:

— O que você é?

— Sou um homem, diretor!

— Tem certeza?

— Perfeitamente!

— Parabéns! Você está curado, pode ir embora!

E o louco sai do consultório, todo satisfeito. Minutos depois, ele retorna, desesperado. O chefe, ao ver a cena, pergunta:

— O que houve, rapaz?

— Tem galinha lá fora, diretor!

— Mas você não é um milho, lembra?

— Eu sei, mas será que a galinha sabe?

 

Mulheres e crianças primeiro

Um grupo desfrutava de um passeio em alto-mar até que o navio bateu em algo rígido. O comandante, ao perceber que a embarcação estava afundando, começou a berrar:

— Abandonar o navio! Mulheres e crianças primeiro!

Um senhor, que tinha mulher e seis filhos, aproximou-se e disse, com lágrima nos olhos:

— Estou muito emocionado, comandante.

— Como assim emocionado? Nós estamos afundando!

— É que o senhor é muito humanitário ao deixá-las irem à frente!

— Humanitário uma ova! Depois que os tubarões estiverem de barriga cheia, eles não vão mais querer saber da gente, meu senhor!

 

O louco

Certo dia, um louco telefonou para os bombeiros, dizendo que o hospício onde ele morava estava pegando fogo. Depois de quase cinco minutos ao telefone, ele conseguiu passar a mensagem e o endereço do local. Não demorou muito para que um grupo aparecesse com jatos de água.

— Onde está a pessoa que nos ligou? — perguntou um dos bombeiros.

Ao ouvir a frase, o louco saiu do hospício. Ainda desorientado, em meio à confusão, ele não sabia o que dizer.

— Onde é o fogo? — perguntou um dos homens.

— É... que... — disse o louco.

— Mas onde? — retrucou o homem.

— Fala logo! — berrou outro.

— Vocês vieram tão depressa que ainda não acendi.

 

Lógica masculina

Após uma série de brigas, o casal decide se separar. Eles têm apenas um filho, que amam muito.

Como não chegam a um consenso sobre a guarda, resolvem disputá-lo na Justiça.

No tribunal, a mulher é a primeira a se manifestar e começa a se defender dizendo:

— Ele é fruto do meu ventre, por isso eu devo ficar com a guarda!

O juiz faz anotações e dá a vez ao pai da criança.

O rapaz olha para o advogado, que lhe transmite um olhar de confiança.

Pigarreia e, então, diz:

— Bem, seu juiz, pense comigo: quando eu coloco a moeda na máquina de refrigerantes, a Coca-Cola que sai é minha ou da máquina.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
24 de Fevereiro, 2021
Em 4.ª feira com tendência de alta de internações, Olímpia vai de 43 para 47 hospitalizados, 21 em UTI - 122
24 de Fevereiro, 2021
Prefeitura confirma que Olímpia está na fase vermelha desde segunda-feira - 625
24 de Fevereiro, 2021
Juíza nega liminar requerida pelo promotor e requer um plano de fiscalização do “toque de restrição” - 253
24 de Fevereiro, 2021
Dória anuncia pseudo “toque de recolher” e não anuncia se Olímpia sai da fase vermelha - 115
24 de Fevereiro, 2021
Promotor pediu liminar na justiça para obrigar Olímpia cumprir fase vermelha - 943


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites