iFolha - Com mais um recorde às segundas-feiras, Olímpia registra 82 positivados e vai a 972 casos de Covid-19

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Setembro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/09/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 11 de Agosto, 2020 - 15:17
Com mais um recorde às segundas-feiras, Olímpia registra 82 positivados e vai a 972 casos de Covid-19

AUMENTO CONTÍNUO?
Na segunda-feira Olímpia tinha oito internados
na UTI na Santa Casa de Olímpia
e oito no Nossa Senhora em Barretos.

Com mais um recorde às segundas-feiras, Olímpia iniciou a segunda semana de agosto computando mais 82 positivados para o covid-19 e chegou a 972 infectados faltando menos de 30 para chegar aos mil casos da doença, além de 15 mortes e 16 pacientes internados em hospitais da região. Em Barretos, segundo boletim de segunda-feira, 10, na UTI do Nossa Senhora que neste dia superou os 90% de lotação, estavam oito pacientes de Olímpia na UTI e dois na enfermaria.

Por outro lado, nos casos computados na segunda-feira, estão mais três crianças e adolescentes, de 6, 11 e 15 anos. As mulheres continuaram a ser maioria, com 42 (51,2%) e homens 40 (48,78%).

Pela faixa etária, os pacientes com menos de 40 anos são maioria absoluta, consolidando a tese de que as aglomerações estão contribuindo de maneira decisiva para a contaminação em larga escala verificada nas últimas duas semanas: 41 (50%); os situados entre 40 e 59 anos vem em segundo lugar com 21 (25,6%) e os com 60 e mais (neste dia tendo como mais idosa uma mulher de 88 anos) vindo a seguir com apenas um caso a menos que a faixa acima dos 40: 20 casos (24,3%).

A prefeitura em seu Boletim diário informou que, neste dia recebeu 97 resultados negativos para a Covid e 82 novas confirmações. Além disso, 90 notificações suspeitas foram registradas e, por outro lado, mais 99 pessoas estão recuperadas.

Com as atualizações, Olímpia passou a ter 972 casos confirmados, dos quais 781 estão curados (79%), quinze vieram a óbito e quinze estão internados em hospitais de Olímpia, Barretos e Rio Preto (8 em UTI e 7 na enfermaria). O município aguarda resultados de 232 suspeitos, sendo 1 na UTI.

Os casos positivos são de 42 mulheres (6, 20, 20, 21, 23, 24, 25, 26, 26, 27, 30, 31, 32, 32, 32, 32, 32, 34, 35, 37, 38, 40, 42, 46, 47, 49, 53, 59, 59, 59, 60, 61, 61, 62, 68, 69, 70, 74, 81, 83, 86 e 88 anos) e de 40 homens (11, 15, 20, 22, 24, 25, 26, 26, 29, 30, 31, 32, 32, 34, 35, 36, 37, 37, 38, 39, 42, 44, 46, 47, 48, 49, 49, 50, 53, 54, 55, 59, 60, 61, 61, 65, 72, 72, 73 e 83).

SANTA CASA CHEGOU A SUA 20 MORTE NA SEGUNDA-FEIRA

A Santa Casa local, além das quatro mortes de moradores de Olímpia registradas no final de semana, chegou às 20 mortes por Covid-19 na segunda-feira, quando teve outro óbito confirmado, desta vez de um homem de 91 anos, de Cajobi, que estava internado desde o dia 1º de agosto.

Por outro lado, através de sua página no Facebook, por volta de 17 horas da segunda-feira, 10, informou que havia 14 pacientes internados, com 09 leitos dos 15 existentes de UTI ocupados (60%) e na enfermaria 05 (50%) dos 10 existentes na ala reservada para o tratamento de covid-19, no segundo andar do hospital. O terceiro andar tem capacidade para mais 15 quartos de enfermaria que deverá ser colocado em uso de acordo com a necessidade.

Na enfermaria havia 5 pacientes, 4 positivos para covid-19 (3 de Olímpia e 1 de Severínia), e 1 com suspeita, de Olímpia.

Na UTI estavam 9 internados, 8 com a doença (7 de Olímpia e 1 de Severínia), e 1 com suspeita, de Olímpia.

Até o momento foram registrados 20 óbitos no hospital em razão de complicações da covid-19. 13 pacientes de Olímpia, cinco de Cajobi, um de Altair e um de Colina.

AS MORTES NA SANTA CASA
Com mais estas quatro mortes de Olímpia num final de semana e outra de Cajobi na segunda-feira, 10, de um homem de 91 anos, que estava internado desde o dia 1º de agosto, a Santa Casa de contabiliza agora 20 óbitos confirmados; 13 de Olímpia, cinco de Cajobi, um de Altair e um de Colina. De Olímpia também teve uma morte em Rio Preto e o de outra pessoa que não chegou a ser internada no hospital, pois morreu intubada na UPA. Cajobi também teve uma morte que não aconteceu no hospital local.

A SITUAÇÃO EM BARRETOS

Com mais 10 casos registrados de sábado para segunda, 10, Barretos, que é sede da regional de Saúde que Olímpia está incluída, chegou a 2580 casos confirmados. UTI do Nossa Senhora passou, neste dia, dos 90% de lotação, com 8 pacientes de Olímpia e mais cinco da microrregião. Enfermaria da Santa Casas daquela cidade também tinha 4 pacientes, dois de Olímpia e dois de duas cidades da comarca.

MICRORREGIÃO ESTÁ COM 416 CASOS CONFIRMADOS E 10 MORTOS
A microrregião, segundo dados obtidos pela internet, na terça-feira, 11, neste dia registrou aumento de 46 casos positivos chegando aos 416 infectados pelo novo coronavírus e com 10 mortos por Covid-19: Cajobi (6), Severínia (2) Altair (1) e Embaúba (1) e um suspeito em Guaraci.

Severínia, segundo boletim do dia 10, segunda-feira, agora com duas mortes, era a que apresentava o maior número de casos de covid-19, com 200 confirmados, com um aumento de 25 casos nos últimos dias.

Cajobi, a cidade com o maior número de mortes, 06, de acordo com boletim de segunda-feira, 10, vinha em segundo lugar em número de casos, 107, cinco a mais desde quinta-feira.

Guaraci de acordo com boletim epidemiológico de segunda-feira, 10, subiu para 42 casos (12 a mais) assumindo a terceira posição entre as cidades da comarca, superando Embaúba que há várias semanas se mantinha no 3.º lugar. A cidade agora é a única na microrregião a não ter nenhuma morte confirmada, apenas um óbito suspeito que está há mais de 40 dias sem confirmação.

Embaúba, em seu último boletim expedido também no dia 10, estava com 41 positivados e uma morte, com aumento de três casos.

Já Altair, em seu boletim também do dia 10, estava com 26 casos confirmados (um a mais) e um óbito.

Ao todo, a microrregião de Olímpia, contabiliza agora, com os 972 casos de Olímpia e os 416 das outras cidades, 1388 positivados e 25 óbitos por covid-19: 15 de Olímpia, seis de Cajobi, dois de Severínia, um de Altair e um de Embaúba. Guaraci continua com um óbito suspeito, de um homem de 83 anos que faleceu na Santa Casa de Barretos há mais de 40 dias e até agora não tem confirmação.

AS MORTES DE OLÍMPIA E OS PERCENTUAIS POR GÊNERO E IDADE
O município de Olímpia, que registrou sete mortes em julho, chegou ao nono dia do mês de agosto computando cinco óbitos provocados pelo novo coronavírus e 33,33% do total de casos ocorridos na cidade até agora: 15.

Com as mortes do final de semana, três homens de 80, 66 e 49 anos e uma mulher de 92 anos, além do óbito de terça-feira, 04, de um homem de 86 anos, Olímpia registrou até agora 15 mortes: quatro mulheres e 11 homens.

Em termos de idade, a maioria absoluta se situa na faixa de mais de 60 anos: 12 (80%). Um abaixo de 40 anos (6,66%) e outros dois entre 40 e 59 anos (13,33%). Foram 4 mulheres (26,66%) e 11 homens (73,33%).

A 15.º morte por contaminação do novo coronavírus ocorreu no final da tarde de domingo, 09, às 17h28, de um policial militar que é bastante conhecido na cidade: o Cabo PM Reginaldo Pereira, de 49 anos, que perdeu a vida após ficar desde o dia 27 de julho tentando se recuperar do Covid-19 na Santa Casa local. Ele foi enterrando em Barretos, cidade natal, com cortejo da PM seguindo de Olímpia até aquela cidade com cerimônia realizada pelo 33.º BPMI.

O 14.º óbito por covid-19 em Olímpia aconteceu logo na manhã de domingo, 09, e vitimou o olimpiense Valdecir Picolotto, de 66 anos que estava internado no único hospital local desde o dia 28 de julho. Segundo a advogada Helena de Souza Pereira postou em seu perfil no Facebook, Valdecir deixa a esposa Margarida, os filhos Matheus e Vitor Dourado (funcionário da Dismed) e um grande círculo enorme de amigos. Trabalhou na Baculerê e na Usina Guarani”.

Além do óbito do dia 04 de agosto, uma mulher de 73 anos (terceira a morrer em Olímpia), faleceu no dia 29 de julho. No domingo, 27, outra mulher (70 anos) faleceu no período da manhã e o pastor Rogério Marcelino, de 52 anos morreu por volta das 21 horas do mesmo dia; Duas pessoas também faleceram no dia 24: um rapaz de 36 anos (Ricardo Rodrigo Pereira) e uma mulher de 78 (a primeira mulher a morrer por covid-19 em Olímpia).


A primeira morte de Olímpia foi de um paciente de 70 anos que faleceu no dia 14 de maio; outro, de 68, veio a óbito no dia 20 do mesmo mês; o terceiro foi o empresário Joseph Humberto Catelani Rossi, 61 anos, que morreu no dia 01 de junho após ficar internado por mais de 20 dias no HB em Rio Preto; o quarto, de 60 anos, veio a óbito no dia 08 de julho, após ficar mais de uma semana internado na UTI da Santa Casa; e o quinto, de 72 anos, faleceu na noite do dia 14 do mesmo mês, na UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Olímpia.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Setembro, 2020
Centro e Quinta das Colinhas lideram regiões da cidade com maior registro de casos - 68
21 de Setembro, 2020
Olímpia registra 34 positivos em três dias e chega a 2.239 casos confirmados - 53
21 de Setembro, 2020
“A Força do Querer” volta nesta segunda na tela da Globo - 57
21 de Setembro, 2020
A Força do Querer; Ruy e Zeca se encantam ao ver Ritinha nadando com os botos - 69
21 de Setembro, 2020
Conheça um pouco mais de Igor Rickli - 55


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites