iFolha - Delegados recorrem para poder retomar investigação sobre fugitivo morto pela PM

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 09 de Julho de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 08/07/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 24 de Maio, 2020 - 20:57
Delegados recorrem para poder retomar investigação sobre fugitivo morto pela PM

RECURSO!

Lucas, foi morto em troca de tiros com o Baep de Rio Preto.

A Polícia Civil de São Jo­sé do Rio Preto entrou com recurso para retomar o inquérito policial aberto contra um tenente da PM que deixou de entregar a arma utilizada em troca de tiros que resultou na morte do fugitivo olimpiense Lucas Andra­de dos Santos, de 22 anos, do CPP - Centro de Progressão Provisório de Rio Preto, em 17 de março deste ano.

O delegado seccional Silas José dos Santos declarou ao Diário da Região de São José do Rio Preto que “somos nós, delegados de polícia de carreira, que temos a missão de apurar abusos cometidos por policiais militares contra civis”.

A liminar foi concedida pela juíza Gláucia Véspoli dos Santos Ramos Oliveira, da 5.ª Va­ra Criminal de Rio Preto a pedido da Associação dos Militares do Estado de São Paulo (De­fenda PM).

Lucas Andrade dos Santos, morador em Olímpia, foi morto com três tiros no peito quan­do tentava fugir do CPP - Centro de Progressão Provisória de São José do Rio Preto, juntamente com outros três presidiários. O corpo foi sepultado no cemitério do distrito de Ribeiro dos Santos.

A fuga aconteceu na noite de 16 de março deste ano, um dia após uma série de rebeliões em quatro unidades prisionais do Estado de São Paulo, depois que a justiça determinou a suspensão da saidinha temporária por causa do coronavírus.

De acordo com a polícia, Lucas escalou e pulou o alam­brado e o muro do CPP, juntamente com os presidiários Al­lan dos Anjos, de 19 anos; Hi­gor Henrique Cardoso, de 22; e Thiago Silva, de 25 anos. Os três ainda estão foragidos.

Quando a fuga foi descoberta, policias do Baep (Batalhão de Ações Especiais), realizaram diligências e os fugitivos foram encontrados em um bar nas proximidades do CPP. Quando notaram a polícia foram para uma chácara desa­bi­tada. Quando os policiais entram na chácara, Lucas teria atirado e os policiais revidado matando o mo­rador de Olímpia com três tiros no peito.

Os policias do Baep prestaram depoimento na Central de Flagrantes de Rio Preto. No entanto, a arma utilizada no confronto com o detento não foi apresentada na delegacia.

Com isso, o delegado sec­ci­onal, Silas José dos Santos, de­terminou abertura de inquérito policial para apurar crime de abuso de autoridade em decorrência da recusa dos policiais do Baep em entregar a arma utilizada no confronto.

Lucas cumpria pena por assalto a mão armada e estava na lista dos presos que seriam beneficiados pela saída temporária que foi suspensa.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
08 de Julho, 2020
Santa Casa registra a segunda morte no mesmo dia causada pela covid-19 - 496
08 de Julho, 2020
Morre o quarto paciente de Olímpia por covid-19 e mais 11 casos são confirmados na 4.ª feira, 08 - 405
07 de Julho, 2020
Olímpia registra mais oito positivados e vai 188 casos de covid-19 com mais 27 suspeitos - 214
07 de Julho, 2020
Cidade em Destaque de terça-feira, 07, entrevistou o prefeito Fernando Cunha e divulgou a ocorrência da festa da Captuva. - 244
07 de Julho, 2020
Contando a história - 129


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites