iFolha - Ajudante geral é flagrado caçando perto do rio Turvo

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 13 de Dezembro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 09/12/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 11 de Novembro, 2019 - 21:55
Ajudante geral é flagrado caçando perto do rio Turvo

Acusado de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e matar espécies da fauna silvestre, o ajudante geral Vladenir Benevides de Souza, de 32 anos, morador na fazenda Mon Plazir, no bairro laranjeiras, foi autuado em flagrante. Ele foi colocado em liberdade mediante pagamento de fiança, estipulada na audiência de custódia.

O flagrante aconteceu na noite de terça-feira, dia 5, por volta das 20 horas, quando Vladenir foi flagrado por policiais ambientais, juntamente com o técnico em eletrônica Dorcílio Miranda da Rocha Júnior, de 38 anos, morador no jardim Leonor, caçando na fazenda Mon Plazir.

Segundo a polícia o ajudante geral assumiu ser o proprietário da espingarda, marca Amadeu Rossi, contendo um porta cartuchos acoplado a coronha com oito cartuchos, calibre 28, sendo sete intactos e um deflagrado, que não tinha registro.

Com isso, Vladenir foi autuado em flagrante na delegacia de Olímpia. Na audiência de custódia, assistido pelo advogado Léo Cristian Alves Bom, ele foi colocado em liberdade mediante pagamento de R$ 1 mil de fiança.

Também foi advertido que, caso ele seja flagrado caçando de maneira irregular nos próximos cinco anos, receberá uma multa de 20 salários mínimos e ainda responderá processo.

Por sua vez, Dorcílio Rocha Júnior foi acusado de apenas estar segurando o “silibim” para iluminar. Com isso, ele responderá apenas por caça sem autorização, tendo ficado em liberdade depois do registro de um Termo Circunstanciado, na delegacia de polícia de Olímpia.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
09 de Dezembro, 2019
Não é fácil para ninguém - 294
09 de Dezembro, 2019
E vem chegando o Verão - 356
09 de Dezembro, 2019
Kevin O Chris libera a primeira parte do DVD “Evoluiu” - 308
09 de Dezembro, 2019
O filme Uma Esperança de Natal já está disponível! - 297
09 de Dezembro, 2019
Bolo de Nozes com Passas e Canela - 294


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites