iFolha - Ações de improbidade e a ameaça de bater em vereador com cinta marcaram política em 2018

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 14/10/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 23 de Dezembro, 2018 - 10:56
Ações de improbidade e a ameaça de bater em vereador com cinta marcaram política em 2018

As várias ações proto­coladas pelo Ministério Público da Comarca da Estância Turística de Olím­pia, através da promotora Valéria Andrea Ferreira de Lima, contra o ex-prefeito Eugênio José Zuliani, vulgo Geninho (foto à direita), e várias confusões e baixarias registradas na Câmara Municipal, incluindo até uma ameaça de um vereador querer bater em outro com uma cinta, marcaram o ano político da cidade. No entanto, dentre todas as conturbações, nenhuma foi com o pensamento de gerar benefícios para a população.

No caso de Geninho, a promotora de justiça Valéria Andréa Ferreira de Lima, titular da 2.ª Promotoria Pública e da Cidadania, que já havia ajuizado ação de improbidade administrativa recentemente pelo mesmo fato, denunciou no início de setembro o ex-prefeito por crime de fraude em licitação pública e desvio de recursos públicos, no caso da aquisição de ornamentação para serem utilizados em setores da Secretaria Municipal de Saúde de Olímpia.

A ação foi recebida dias depois pelo juiz da Vara Criminal de Olímpia, Eduar­do Luiz de Abreu Costa. Com isso, Geninho virou réu em uma ação penal por crime de fraude em licitação e desvio de dinheiro ou recursos públicos.

Já no caso da Câmara Municipal, os atores principais foram os vereadores Antônio Delomodarme, Niquinha (foto à esquerda), e Hélio Lisse Júnior, ambos integrantes da então mesa diretora, sendo que, depois de várias acusações – um contra o outro – acabou surgindo uma confusão na qual Niquinha foi para cima fazendo ameaça de bater em Lisse com uma cinta. Tudo começou com uma acusação de Ni­quinha de que Lisse teria dado em cima de sua secretária.

Teve também bate-boca entre o então presidente da mesa, Luiz Gustavo Pimenta, com o vereador João Batista Dias Magalhães, tentando se defender de acusações a respeito do desgoverno de oito anos do ex-prefeito Geni­nho, de quem era o vice-prefeito.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
14 de Outubro, 2019
Tudo pronto - 627
14 de Outubro, 2019
Os cuidados durante a gravidez - 731
14 de Outubro, 2019
A Dona Do Pedaço – Vol. 2 – Trilha Sonora é lançado - 718
14 de Outubro, 2019
O documentário Hilda Hilst Pede Contato já está disponível - 713
14 de Outubro, 2019
Pão Integral de Aveia - 602


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites