iFolha - Procurador pede impugnação de contas de eleição de Geninho a deputado federal

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Julho de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/07/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 19 de Novembro, 2018 - 22:00
Procurador pede impugnação de contas de eleição de Geninho a deputado federal

O procurador Regional Eleitoral de São Paulo, Pedro Barbosa Pereira Neto, pediu na terça-feira, 13, a impugnação das contas do deputado eleito e ex-prefeito de Olímpia, Eugênio José Zuliani (foto), após analisar as contas e encontrar doações de duas pessoas cujos nomes estavam inscritos no Caged como desempregados. Geninho alegou em sua defesa que estas pessoas são advogados e prestam serviço, independente de vínculo empregatício.

O procurador, em sua manifestação, afirmou que o candidato concorreu ao cargo de Deputado Federal nas eleições de 2018. “Extrai-se de sua prestação de contas que ele recebeu doações de pessoas físicas cuja capacidade financeira pode não ser compatível com doações eleitorais. Suscetível de maiores esclarecimentos está a capacidade financeira dos doadores Thiago Pedrino e Danilo Dionizio Vieti, os quais, apesar de inscritos como desempregados no CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, doaram R$ 10.000,00 e R$ 1.000,00, respectivamente. As discrepâncias apontadas ensejam dúvidas sobre a capacidade financeira dos doadores”, escreveu o procurador.

Geninho, em sua defesa, assinada pelo advogado Ricardo Vita Porto, de São Paulo, alegou: “O fato de estes doadores estarem como desempregadas em cadastro público não indica que eles não possam ter desenvolvido outras atividades que tenham gerado renda, sem vínculos empregatícios, bastando que se enquadrem no limite de doação fixado por lei, e que, vale repetir, tem como critério o rendimento declarado no exercício anterior”.

Ricardo Porto complementou:  “De qualquer modo, a fim de afastar qualquer dúvida a respeito da capacidade econômica financeira dos doares, junta-se cópia da Declaração de Ajuste Anual do Sr. Thiago Pedrino Simão, do qual se vê que ele também auferiu rendimentos para dar suporte à doação no valor de R$ 10.000,00. Junta-se, também, cópia da guia do extrato de remuneração e contribuição do INSS e do comprovante de inscrição junto a Ordem dos Advogados do Brasil, como forma de demonstrar renda”.

Também foi juntada cópia de declaração de ajuste anual de renda do advogado olimpiense Danilo Dionisio Vietti. “Se verifica que no ano de 2017 ele auferiu rendimentos suficientes para dar lastro à doação realizada, no importe de R$ 1.000,00 (mil reais), além da inscrição junto a Ordem dos Advogados do Brasil e outros documentos que comprovam a renda auferida pelo doador”.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Julho, 2019
Olímpia disputa 19 modalidades nos Jogos Regionais de Franca - 119
21 de Julho, 2019
Poste para monitoramento é arrancado no Jardim Santa Fé - 247
21 de Julho, 2019
Ex-vereador Marco Santos se entrega e é encarcerado no CDP de Rio Preto - 389
21 de Julho, 2019
Marcado julgamento de Celso Teixeira para início de agosto - 499
21 de Julho, 2019
Ladrão agride e rouba quase R$ 1 mil de aposentada em sua casa no centro - 218


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites