iFolha - A diferença entre o oficial e a realidade e até onde os protagonistas querem chegar

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Junho de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 18/06/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 11 de Junho, 2018 - 11:44
A diferença entre o oficial e a realidade e até onde os protagonistas querem chegar

“Aqueles que não se cansam de falar de si mesmos; de exaltar suas virtudes, suas bondades, parecendo querer encobrir suas fraquezas, seus defeitos, nada mais são do que pregadores da falsidade, da sua própria incompetência, de quão nefastos são para o mundo”.
Mestre Baba Zen Aranes”.


QUE SITUAÇÃO ...
... esquisita, este ser que pulula entre a utopia (Houaiss: qualquer descrição imaginativa de uma sociedade ideal, fundamentada em leis justas e em instituições político-econômicas verdadeiramente comprometidas com o bem-estar da coletividade) e a distopia (Houaiss: lugar ou estado imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação; antiutopia), viveu, esta semana; fatos verdadeiramente estranhos que denotam uma grande distância entre o oficial e a realidade.


EM DOIS DIAS ...
... seguidos, os ouvintes da Rádio Cidade (98,7 Mhz), onde este colunista e sua filha Bruna comandam o programa Cidade em Destaque, de segunda a sexta-feira, das 11 às 12 horas (olha a propaganda), tiveram a oportunidade de ouvir os dois envolvidos nas cenas de quase “Vias de Cinta”, quer dizer, “Vias de Fato”, no Legislativo local, que neste espaço é conhecido como “Casa da Aurora”, ou “Circo da Aurora”, tamanho o teatro do absurdo que se instalou naquele órgão que deveria ser o representante do povo e incumbido de criar leis justas e fiscalizar a aplicação do dinheiro público.

SÓ PARA ...
... entender, o polêmico Niquento, no ano passado, apontou sua metralhadora giratória para o colega, El Salatus, a quem endereçou, inclusive, uma CEI – Comissão Especial de Inquérito, para apurar o uso pessoal extemporâneo de um celular de propriedade da casa.

NESTE ANO, ...
... ao que se comenta, visando conseguir o apoio de Salatus para a sua candidatura à presidência da Casa da Aurora, trabalhou incansavelmente para o arquivamento da CEI que ele mesmo instaurou, que estaria sendo considerada nos meios políticos, uma verdadeira operação abafa.

SE O CIRCO ...
... estava armado no ano passado tendo como protagonistas El Niquento e El Salatus, neste ano, ao que parece, com a assunção de sua intenção de também ser candidato a presidente do Circo da Aurora, El Lissius, passou a ser a bola da vez e, tendo como desafeto não só El Niquen­to, mas também o ex do próprio, El Salatus. “Vixe”! Deu nó no “cérebro”!

EM UMA DAS ...
... sessões do teatro do absurdo, El Niquento, também pelo que se presume, tentando usar a mesma tática que teria utilizado no ano passado contra o seu primeiro desafeto, hoje companheiro de lutas, El Salatus, em cima de uma possível alocução de que Lissius o teria chamado de indivíduo, que segundo o Houaiss pode expressar tanto o indivíduo cidadão como o indigno e desprezível, criou uma peça que mais uma vez teria virado caso de polícia, ao acusar o seu pretenso detrator de ter assediado sua secretária na Casa da Aurora.

HÁ QUEM ...
... diga, no entanto, que uma das causas que também teriam levado EL Niquento a partir para cima de El Lissius seria o fato de este ter se aproximado do prefeito Fernando Cunha.

HÁ ALGUMAS ...
... semanas, após um período de trégua em que Niquento parecia ter se transformado num discípulo da tranquilidade, da serenidade, da temperança, eis que surge uma nova bomba.

MAIS UMA ...
... vez destilando ódio pelos olhos e despejando farpas em plenário (desta vez sem contorcer o coitado do microfone) destroçou El Lissius, requentando o caso do assédio, mas, indo além e inaugurando uma nova tese para a contravenção penal “Vias de Fato”, criando a “Vias de Cinta”, pois ameaçou dar uma cintada no colega, com certeza, cena inédita em qualquer plenário de legislativo do Brasil.

TUDO PORQUE ...
... Lissius teria tido uma discussão com o ex imperador Genial e seus fieis e sempre assessores, El Pittus e El Durrolos, sobre suas denúncias contra Genião e neste entrevero teriam afirmado para Niquento que Lissius o teria chamado de “Tranqueira” na Câmara onde estariam tentando mudar as regras do jogo para poder cassá-lo.

MAS DEIXANDO ...
... o preâmbulo e partindo para as premissas maiores, o vereador e ex delegado de polícia, Hélio Lisse Júnior, aqui chamado de El Lissius, por mais de uma hora destacou suas versões para os fatos ocorridos, muito distantes de qualquer função da vereança, mas de origem pessoal, objetos da celeuma em que se envolveu em plenário com o seu desafeto, Antônio Delomodarme, o Niqui­nha, aqui tratado por El Niquento.

EL LISSIUS, ...
... em suma, explicou que não assediou a secretária do opositor e, embora tenha confirmado que teria discutido com Genial e seus cavaleiros geniais, negou que tenha chamado Niquento de “tranqueira” e que teria sido outra pessoa que o teria enquadrado no termo pejorativo.

NA VERDADE, ...
... Lissius, embora não declarasse frontalmente, dava mostras de que alguma coisa teria ocorrido nos bastidores para que o caso chegasse a um final feliz para todos os envolvidos. No entanto, levado pelas perguntas, acabou provocando a ira não muito irada de Niquento, que imediatamente ligou para a rádio dizendo querer responder a resposta do seu desafeto.

ESPERAVA-SE ...
... que na quarta-feira, em mais uma hora de explicações oficiais do vereador, que aparecesse um Niquento polêmico e brabão com seu desafeto.

LEDO ENGANO, ...
... mais uma vez, quem sentou à frente do microfone da rádio Cidade foi um ser tranquilo, sereno, parecendo um pregador da Paz e da temperança.

COM EXCEÇÃO ...
... da alegação de que Lissius havia mentido sobre a questão do assédio e que este realmente teria ocorrido, o resto foi só perfumaria, anunciando até que uma reunião aconteceria para se discutir o problema e que até iria pedir para a secretária retirar possível denúncia à justiça ou BO na polícia.

CLARO ESTÁ ...
... que quem conhece El Niquento, sabe que nada é assim tão prático. Ele mesmo confessou, com suas próprias palavras, que é um ser que reage primeiro e pensa depois. Então, agora é esperar os próximos capítulos. Ou tudo realmente foi enquadrado e, por uns tempos, a lona do circo vai ser desmontada, ou teremos novos rounds, ou novas sessões de “vias de cinta”.

A VERDADE ...
... nua e crua, no entanto, passa por reuniões e situações de bastidores que a população jamais vai ficar sabendo. Sabe-se lá, quais foram as argumentações, promessas, ou seja lá o que for, que rolaram para que as arestas pudessem ser aparadas, se é que conseguirão ser.

NA VERDADE, ...
... todos os principais envolvidos, Pimentorium, Lissius, Niquento e Salatus, e mais alguns outros, com certeza, têm planos mais amplos e querem alçar o trono que já foi da 9 de Julho e hoje está na Rui Barbosa. E nesta guerra, os que, com certeza, mais saíram perdendo, em termos de imagem, acabaram sendo o ex vice do ex prefeito e também El Salatus.

REI FERNANDUS ...
... aos poucos, parece que vai percebendo que está rodeado de espiões de seu desafeto Genial, não só na Câmara como na prefeitura e vai promovendo o en­quadramento das falanges geniais em seu esquema. Tanto vereadores como funcionários precisam, de uma forma ou de outra, estarem pelo menos em consonância com o prefeito que, no caso, é o gerente geral do município. Não dá para levar as coisas na base da sabotagem descarada.

ESTA SEMANA, ...
... por exemplo, tivemos mais uma troca de secretários e um advogado teria sido dispensado da Prodem.

CONCLUINDO, ...
... de tudo isso, o que se vislumbra é que há mais mistérios entre o que dizem os políticos e o que realmente acontece, que possa imaginar este “filhosófo”.

José Salamargo – sentado à beira de um caminho que está cada vez mais rapidamente se aproximando do fim, sem que se veja a mudança nos rostos, ao contrário, cada vez mais os olhos estão cabisbaixos, concentrados na cicatriz umbilical existente no centro do abdome.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
18 de Junho, 2018
Delegado pede revogação da preventiva de dois acusados - 367
18 de Junho, 2018
Ladrões armados roubam empresa no São Francisco - 311
18 de Junho, 2018
Mulher é encontrada com faca cravada no abdômen - 644
18 de Junho, 2018
Armador roubado por dois ladrões um com um 38 no J. Santa Ifigênia - 288
18 de Junho, 2018
Empresário encontra a cachorra baleada perto de sua residência - 304


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites