iFolha - Panfletos, Fake, candidaturas e grupo Eugênio XII

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 24 de Junho de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 24/06/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 03 de Junho, 2018 - 20:08
Panfletos, Fake, candidaturas e grupo Eugênio XII

Do Conselho Editorial

Após o lançamento da pré-candidatura a uma vaga de deputado estadual do médico local Nilton Martinez, os rumores do lançamento de uma possível bomba e um dossiê, que poderiam inviabi­lizar sua candidatura começaram a circular nos bastidores, coincidentemente divulgados por simpatizantes de Eugênio José.

Vale lembrar, nunca é demais, a história dos panfletos que retiraram da disputa eleitoral municipal a chapa de Nilton Martinez e Celso Mazitelli por conta de panfletos anônimos difamatórios a ambos e suas famílias, cujos “irresponsáveis” pela ação irresponsável nunca foram encontrados pelas autoridades.

Na última eleição, que elegeu Fernando Cunha, aconteceram episódios constrangedores de denúncias de ordem pessoal, ao que tudo indica, veiculadas pela candidatura, ou adeptos do candidato da preferência de Eugênio.

Denúncia levada a efeito no Ministério Público Federal que atingia parente do candidato a vice-prefeito, visando bombardear a candidatura oposta, e matéria em jornal regional divulgando questões de ordem pessoal envolvendo o candidato a prefeito que foi eleito.

Não se pode, no entanto, atribuir esta prática nefasta e condenável apenas aos que estão ligados a Eugênio, visto que as baixarias são percebidas e aceitas há anos na política local.

O próprio Eugênio José foi alvo de um panfleto que evidenciava de maneira irresponsável e também condenável as enormes dificuldades econômicas que enfrentava juntamente com membros de sua família antes de se eleger prefeito de Olímpia.

Deveria ter aprendido que é doloroso ser exposto de forma tão aviltante em razão da disputa de um cargo onde o que deveria estar em jogo seriam ações que poderiam ser noticiadas de forma transparente e aberta sem o uso aviltante e vulgar do anonimato.

Um exemplo disso foi quando atuou para afastar o médico Antonio Padron de suas atividades médicas no município para não atrapalhar sua performance e de seus candidatos na campanha eleitoral.

Antonio Padron, assim como Nilton Martinez, é pré-candidato e, ao que tudo indica, pelos comentários que circulam por ai, se Eugênio for candidato a deputado estadual, como preveem alguns, ou se ambos não apoiarem sua candidatura a federal poderão ser alvos de ataques violentos nas redes sociais e na mídia ligada a ele.

Esta, infelizmente, é a prática do grupo genial e os escândalos recentes na Câmara Municipal dão bem a conta de como se comportam diante dos adversários políticos.

Portanto, tanto Nilton quanto Padron, estejam preparados para o que pode vir por ai caso suas candidaturas possam representar riscos a possível candidatura de Eugênio José.

E tudo indica, pelas manifestações de contrariedade, a candidatura de Nilton Martinez, sua inserção na comunidade, demonstrada capacidade para captação de votos, deverá ser o alvo preferencial dos apoiadores do Genial.

É só observar a quantidade de fakenews que foram criados objetivando atacar a administração de Cunha nos últimos tempos e o quanto de inverdades tem sido divulgado pela rede social visando desestabilizar o atual governo.

E o foco principal da discussão é a área de saúde, exatamente onde militam o atual vice-prefeito e seu pai, ora candidato a deputado. Evidente que o objetivo vai além das preocupações sociais e esbarram na questão política.

Não tem como negar que há falhas gritantes no setor que demanda mudanças urgentes e que vêm se arrastando desde o início do mandato e que, possivelmente, com a crise instalada e com a proibição da vinda de verbas dos vários planos de governo, que se dará em breve, em razão das eleições, se arrastarão até não se sabe quando.

Isto pesará nas críticas que serão levadas a efeito contra o possível candidato a deputado estadual, que, certamente deverá se preocupar e estar preparado para reagir e se contrapor contra panfletos anônimos ou notícias divulgadas pelos “fakes” de forma leviana e irresponsável. Para a população, entretanto, fica a previsão de que dificilmente esta próxima eleição será pacífica e sem escândalos e as passadas demonstram bem os motivos e as razões para se suspeitar disto, sem contar que a matilha genial já vem mostrando sua hidrofobia e os dentes nas redes sociais há algum tempo.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
24 de Junho, 2018
Assista aos vídeos do programa Cidade em Destaque com Bruna Silva Arantes Savegnago e José Antônio Arantes na Rádio Cidade pelo Facebook – junho de 2018 - 49
18 de Junho, 2018
Delegado pede revogação da preventiva de dois acusados - 435
18 de Junho, 2018
Ladrões armados roubam empresa no São Francisco - 362
18 de Junho, 2018
Mulher é encontrada com faca cravada no abdômen - 738
18 de Junho, 2018
Armador roubado por dois ladrões um com um 38 no J. Santa Ifigênia - 332


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites