iFolha - Uma mulher muito perigosa

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 23 de Outubro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 22/10/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 21 de Maio, 2018 - 16:47
Uma mulher muito perigosa

Confiante em seu talento, Adriana Esteves vive excelente momento em sua carreira e também na vida pessoal / João Cotta-RG




Cabelos compridos e fios mais claros, Adriana Esteves mudou completamente o visual para interpretar a malvada Laureta, de “Segundo Sol” / João Cotta-RG

 

 

Adriana Esteves está de volta à telinha e na pele de uma malvada. Desta vez a personagem da atriz é a sofisticada promoter Laureta que se esconde atrás da fachada de uma mulher empoderada e de sucesso quando na verdade é uma cafetina que além de aliciar homens e mulheres para a prostituição também aplica golpes e chantageia em seus clientes.  Ela é grande mentora do golpe aplicado por Karola (Deborah Secco), Remy (Vladimir Brichta) e Beto (Emílio Dantas) e vai se valer deste segredo durante muito tempo, fazendo chantagem quando achar necessário.

Nos próximos capítulos, outro que vai se deixar seduzir por Laureta será Roberval (Fabricio Boliveira) quando ele deixar de ser motorista na mansão dos Athayde. No entanto, quando Roberval percebe as verdadeiras intenções de Laureta, dará o troco para a megera. Para saber mais, só mesmo assistindo a novela.

Voltando a falar sobre Adriana Esteves, ela se firmou no cenário artístico brasileiro depois de muito empenho e dedicação. A sua carreira teve maus momentos em seu início, por conta de uma depressão e críticas à sua atuação. Mas tudo isso ficou no passado.  

O fato é que Adriana Esteves contabiliza excelentes personagens em sua carreira, sendo que um dos mais marcantes foi fazer a saudosa cantora Dalva de Oliveira, na minissérie “Dalva & Herivelto”, ao lado de Fábio Assunção que assumiu o papel do famoso compositor. Logo depois protagonizou a novela “Morde & Assopra”, interpretando a arqueóloga Júlia. E destaque maior vai para a Carminha, de “Avenida Brasil”. Inesquecível.

Nascida no Rio de Janeiro, em 1969, a carreira de atriz começou vinte anos depois, num concurso para revelar novos talentos, no “Domingão do Faustão”. Naquele mesmo ano, ela estreou em “Top Model”. Depois veio “Meu Bem, Meu Mal”.

Dois anos depois, em 1992, conseguiu sua primeira personagem protagonista, Marina, em “Pedra Sobre Pedra”, escrita por Aguinaldo Silva. Foi o maior sucesso.

Mas, em 1993, Adriana Esteves teve que enfrentar a crítica negativa do público por causa de sua atuação em “Renascer”, vivendo Mariana, uma prostituta que acaba fisgando o coração do personagem vivido por Antonio Fagundes. Na época, Adriana tinha 23 anos e não suportou a repercussão negativa de seu trabalho; afastou-se da televisão e quase desistiu da carreira artística, recusando-se, inclusive, a fazer o papel de Babalu, em “Quatro Por Quatro”.

Mas, como não há mal que sempre dure, Adriana Esteves deu a volta por cima e, em 1995, volta à ativa atuando na minissérie “Decadência”. Depois disso, foram somente alegrias e personagens bem sucedidos.   

Inesquecível foi a rebelde Lúcia Helena, de “A Indomada”, fazendo par romântico com José Mayer; em “Torre de Babel”, foi a vez da oportunista Sandrinha que tentou aplicar o golpe do baú no personagem de Marcos Palmeira; e finalmente a consagração total na pele da feminista Catarina, em “O Cravo e a Rosa”, fazendo par romântico com Julião Petrucchio (Eduardo Moscovis).

Casada com o ator Vladimir Brichta, com quem tem um filho, Vicente, de 11 anos, lembrando que o casal ainda tem o Felipe, com 18 anos, fruto do relacionamento de Adriana com Marco Ricca, e Agnes, com 20 anos, filha de Brichta com a cantora Gena, que morreu em 1999. A família cultiva hábitos simples, nunca são vistos em badalações e Adriana Esteves cuida do corpo e da pele com naturalidade. A atriz não dispensa uma série de exercícios diários e uma visita mensal ao dermatologista, o que lhe garante uma pele de porcelana. Outro cuidado é com a alimentação. Adriana deixou de lado todos os tipos de fast-food, substituindo-os por uma alimentação natural, à base de grelhados, verduras e frutas. O resultado está aí, para todo mundo ver.

Apesar da maturidade, Adriana Esteves mantém o jeitinho de que ainda não saiu da adolescência. Fala baixo, encara o interlocutor com um olhar ingênuo e ainda é capaz de soltar um risinho envergonhado.

Assim é esta atriz-menina, como alguns colegas costumam se referir a ela. Profissional de sucesso, ainda vai longe em sua carreira.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
22 de Outubro, 2018
Os olhos na mira da beleza - 33
22 de Outubro, 2018
O CD Espelho da Vida chegou nas lojas - 31
22 de Outubro, 2018
O filme Custódia chegou nas locadoras - 31
22 de Outubro, 2018
Sobremesa de Banana da Naná - 36
22 de Outubro, 2018
Compota Quente de Frutas - 42


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites