iFolha - Férias inesquecíveis nas Ilhas Fiji

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 25 de Junho de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 25/06/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 23 de Abril, 2018 - 12:06
Férias inesquecíveis nas Ilhas Fiji

Quem não gostaria de passar férias no paraíso? As Ilhas Fiji são mais de trezentas Ilhas banhadas pelas águas azuis esverdeadas do Oceano Pacífico que o turista pode conferir facilmente relaxando em uma rede / GB Imagem



A natureza praticamente intacta das ilhas Fiji é a principal atração daquela região até bem pouco conhecido pelos amantes do turismo / GB Imagem

 

 

Já pensou em passar suas próximas férias em um complexo de mais de trezentas Ilhas banhadas pelas águas azuis esverdeadas do Oceano Pacífico? Estamos falando das Ilhas Fiji o destino da moda. Destas trezentas ilhas localizadas na Oceania somente cento e cinco delas são habitadas e abrigam alguns dos resorts mais luxuosos do mundo!

As duas maiores ilhas são Viti Levu onde se destacam Suva, Nadi, Denarau, Coral Coast e Pacific Harbour; e Vanua Levu.

A capital de Fiji é Suva, que fica a oeste da ilha de Viti Levu, ali se encontra o centro político e administrativo, abrigando também o maior porto daquela região. É uma cidade moderna e sofisticada, contando inclusive com a Universidade do Pacífico Sul.

Os fijianos valorizam a sua cultura e a sua história, preservando edifícios e o Museu Fiji é quase que uma passagem obrigatória para quem visita a cidade.

Apesar de lutar pela preservação de sua cultura, os fijianos convivem bem com outras tendências, tanto que em Suva pode-se verificar uma pluralidade cultural, representada por diversos centros culturais e a existências de templos religiosos diversos. A Catedral Romana data do início do Século X.

Como não poderia deixar de existir, o Mercado Municipal é parada imperdível. As inúmeras e coloridas barracas oferecem diversidade de produtos locais, sendo que os mais apreciados são as especiarias e pratos da culinária, composto em sua maioria por peixes e outros frutos do mar. O destaque fica por conta do esmerado preparo e do tempero local.

O mercado também é lugar para comprar souvenires e os famosos “presentinhos” para quem ficou em casa. O artesanato geralmente é composto de peças esculpidas em coral, olaria e tecidos; pareôs coloridos, túnicas e peças de joalheria chamam muito a atenção, principalmente das mulheres.

Há quem garanta que o paraíso é ali, dada à abundância da natureza e suas belezas, sem contar o próprio mar que oferece espetáculo a parte.

O lugar está preservado principalmente por causa da cultura local. Os habitantes das ilhas consideram o seu território sagrado e, assim, não pode ser vendido a estrangeiros.

Isso não quer dizer que os fijianos não gostem de turistas estrangeiros, ao contrário. Eles mantêm simpáticas pousadas e hotéis elegantes. Tais instalações são confortáveis e muito belas, embora comportem poucos apartamentos. E ainda tem os chalés, bastante apreciados pelos visitantes. Como acontece em todos os lugares, sempre existem empreendedores mais abastados e mais ousados, por isso a existência de resorts luxuosos.

Devido à exuberância da natureza, Fiji é o lugar certo para as atividades ao ar livre. Cercada por inúmeros recifes, são ideais para os esportes aquáticos e as praias foram descobertas pelos amantes do surfe por causa da excelente arrebentação das ondas.

Bom, para quem não gosta muito de esportes na água, as trilhas em solo firme são um grande espetáculo. Montado em uma bicicleta, ou caminhando, é possível explorar as estações arqueológicas.

O solo vulcânico é uma grande atração. Adentrando na floresta, se pode apreciar cascatas gigantes e ainda se deparar com simpáticas povoações isoladas que sempre recebem os visitantes com alegria e boa vontade. No entanto, é sempre de bom tom ao chegar a estes locais, procurar pelo responsável pela povoação e pedir permissão para visitar o local e tirar fotos. Pedidos que não são negados, mas é necessário fazê-lo. São costumes que devem ser respeitados pelo visitante.

Para chegar nas Ilhas Fiji uma das opções é viajar até a Nova Zelândia e de lá seguir para lá, também se pode viajar via Estados Unidos ou via Austrália. Turistas brasileiros não precisam de vistos, sendo necessário passaporte válido por seis meses. É bom ter a carteira de vacinas em dia e na mala não se esquecer de roupas leves e repelentes e a moeda vigente é o Dólar de Fiji.

O clima é agradável o ano todo, sendo a melhor época de maio a outubro. Você gostou da ideia de conhecer um lugar exótico, com natureza praticamente intacta, então fale com uma agência de viagens e planeje o seu passeio ao ar livre.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
25 de Junho, 2018
Dois membros de quadrilha são presos com grande quantidade de munições - 234
25 de Junho, 2018
Polícia recupera moto furtada e suspeitos fogem pulando o muro - 106
25 de Junho, 2018
Casal suspeito de praticar roubos em Olímpia é preso com drogas e arma - 232
25 de Junho, 2018
Aposentado perde R$ 1.700,00 em mais um golpe do “falso mecânico” - 80
25 de Junho, 2018
Olímpia FC contrata Vilson Tadei para dirigir a equipe na Copinha - 74


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites