iFolha - Presidente responde na tribuna da Câmara a editorial da Folha

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 15 de Outubro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/10/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 01 de Abril, 2018 - 15:41
Presidente responde na tribuna da Câmara a editorial da Folha

O presidente da Câmara Municipal da Estância Turística de Olímpia, Luiz Gustavo Pimenta, respondeu na Tribuna da Casa Legislativa a um editorial desta Folha da Região, alegando não concordar, como sempre se colocando como dono da verdade, com a opinião emitida pelo Conselho Editorial do jornal, dentre eles do jornalista José Antônio Arantes, chegando inclusive a tentar desclassificá-lo colocando-o como um cidadão “ateu” (sic).

Pimenta utilizou basicamente três situações para se defender do editorial, uma delas o período em que passou como inter­ventor (ditador) da Santa Casa de Olímpia, alegando que atuou para não deixar a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) fechar, o que acabou ocorrendo tempos depois, ainda durante o governo do ex-prefeito Eugênio José Zualia­ni, Geni­nho, de quem foi o vice-prefeito por oito anos.

“Atacado por um jornal que já disse no ano passado que é imprensa oficial, um jornal da administração, jornal do prefeito, a Folha da Região. Não faço defesa porque o próprio jornalista, com todo o jeito folclórico dele, diz que é ateu. Se uma pessoa que não acredita em Deus, não acredita numa força superior, nós não podemos ir para o debate, porque eu tenho minha formação cristã, minha formação católica. Então, vou pular essa etapa”.

“Mas gostaria de apenas informá-lo, no seu editorial que diz que eu passei oito anos pela Prefeitura, secretaria (assistência social) e uma coisa que me chama a atenção, como interventor da Santa Casa e lá nada fiz e sou responsável pela pior Câmara dos últimos anos. Bom. De opinião diversa que tenho desse jornalista que tem todo respeito, que defende administração e defende o clube Thermas também, dizer o seguinte: realmente assumi a secretaria sim, mas para que ele possa colocar nas suas informações, nós assumimos a secretaria e uma das coisas que nós fizemos foi essa praça do PAC, que é onde é o CRAS 3. É uma praça aonde começou um projeto que eu encabeçava e foi terminado pela 1.ª dama Ana Zuliani. É onde acumula o CRAS 3, uma biblioteca, uma quadra esportiva e uma pista de skate, que atendia os moradores daquela região. Então, uma obra que eu possa dizer para o jornalista para que possa constar nos seus arquivos”.

DIZ QUE FOI QUASE OBRIGADO ASSUMIR INTERVENÇÃO

“Em relação à intervenção, ele sabe muito bem na época que a Santa Casa ia fechar a UTI e ia fechar por falta de dinheiro. E ninguém queria ser o interventor, ninguém queria ser o provedor. Em conversa com o judiciário e com aval do Ministério Público, Dr. Gilberto, eu fui nomeado interventor para três coisas: não deixar fechar a UTI, outra relatar o que estava acontecendo na Santa Casa de Misericórdia e a última, apresentar um plano de trabalho para a nova administração, que era o Geninho na época e para o Ministério Público como seria o funcionamento da Santa Casa. Eram esses os objetivos. Então, se o senhor não sabe também o que eu fui fazer na intervenção, fiquei 90 dias, mais 40 dias, entreguei junto ao Ministério Público o que tinha acontecido na Santa Casa. E graças a Deus a Santa Casa vem funcionando até hoje. E paralelo a isso, nesses oito anos, vamos falar uma questão política. Através do meu partido, através do então vice-prefeito que eu era, mais de um milhão de reais para a Santa Casa de Misericórdia. Então, alguma coisa eu acho que eu fiz nos oito anos que se passaram”.

“Mas vamos continuar o barco. Para que não tenha notícia ou coloque inverdades no jornal, no final do ano passado, através de um recurso do deputado federal Bruno Covas, Olímpia foi premiada com uma emenda de R$ 450 mil. Pagou-se R$ 222.053 no início de dezembro e R$ 227,047 no final de dezembro, emenda essa que está sendo reformada a UPA que foi tão criticada e defendida por essa casa e defendida por nós, do atual prefeito Fernando Cunha. E lá está sendo reformado. Então, algum passado político eu tenho, alguma coisa eu fiz para a cidade, diferente de um vídeo que correu aonde ele se exalta falando “fiz muito mais que muito político, eu fiz muito mais que muito prefeito”. Pudera, pudera, uma pessoa que tem um coração fechado, não sei onde”.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Outubro, 2018
O filme Não Vai Dar chegou nas locadoras - 9
15 de Outubro, 2018
Drink de Morango - 9
15 de Outubro, 2018
Mojito Cubano - 11
15 de Outubro, 2018
O primeiro imperador do Brasil - 10
15 de Outubro, 2018
Aprenda fazer com que a carne não encolha - 14


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites