iFolha - Causos para sorrir; Teste de admissão

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Outubro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/10/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 19 de Fevereiro, 2018 - 16:52
Causos para sorrir; Teste de admissão

Teste de admissão

O psicólogo fazia testes de admissão.

— Conte até dez, por favor.

— Claro! 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1.

— Por que você contou de trás para a frente?

— É que eu trabalhava na Nasa!

— Reprovado!

Entra o próximo.

— Conte até dez, por favor.

— 1, 3, 5, 7, 9, 2, 4, 6,8, 10.

— Por que você separou ímpares e pares?

— Porque eu era carteiro.

— Reprovado!

Entra o próximo.

— Antes de começarmos, me diga o que você fazia no emprego anterior.

— Eu era funcionário público, senhor.

— Ok. Agora, conte até dez.

— 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, valete, dama, rei, ás.

 

Palavras de amor

Manoel convidou uma mulher que ele achava maravilhosa para ir a um restaurante muito fino.

Só que o português estava tão nervoso que não sabia o que dizer à mulher. Para se inspirar, decidiu olhar em volta para todos os outros casais.

Então, numa mesa, o homem diz à acompanhante:

— Você quer mel, minha abelhinha?

Numa outra mesa também estava outro casal:

— Você quer açúcar, meu torrãozinho.

O Manoel ao ouvir isto, teve uma ideia e, assim que chegaram as entradas, ele vira-se para a mulher e diz:

— Quer presunto, minha porca?

 

Alta velocidade

Um sujeito está voltando para casa dirigindo acima da velocidade permitida. Ao olhar pelo retrovisor, ele vê um carro da polícia com um guarda dando sinal para ele parar.

O homem, então, dá uma arrancada, e o policial o segue numa corrida em alta velocidade. Até que o motorista desiste e encosta. O guarda chega na janela dele e diz:

— Olha, eu tive um dia cansativo e só quero ir para casa. Me dê uma boa desculpa, e eu o deixo ir.

O sujeito pensa por um momento e diz:

— Há três semanas, minha mulher fugiu com um guarda. Quando eu vi o seu carro no meu retrovisor, pensei que fosse ele e que estivesse tentando devolvê-la.

 

O julgamento do corno

Num julgamento o juiz pergunta para o réu:

— Como o senhor matou sua esposa?

— A chifradas, meritíssimo.

— Absolvido. Legítima defesa.

 

Relógio novo

Dois caras conhecidos se encontram. Um diz para o outro:

— Gostou do meu relógio novo?

— É lindo. Onde você o comprou?

— Não comprei, não. Eu ganhei este relógio numa corrida!

— Ah, é! E tinha muita gente participando?

— Que nada. Só eu, o dono do relógio e os dois policiais.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Outubro, 2018
Nada de traição! - 59
15 de Outubro, 2018
Reeducação alimentar é o grande segredo! - 55
15 de Outubro, 2018
Novo disco de Jana Linhares está nas lojas - 45
15 de Outubro, 2018
O filme Não Vai Dar chegou nas locadoras - 51
15 de Outubro, 2018
Drink de Morango - 60


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites