iFolha - Vem aí mais uma temporada de “Mr. Brau”

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Outubro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/10/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 19 de Fevereiro, 2018 - 16:48
Vem aí mais uma temporada de “Mr. Brau”

Taís Araújo e Lázaro Ramos, os protagonistas da série “Mr. Brau”. Nesta cena, Brau “visita” Michele ao final de um dos shows dela, que se tornou celebridade internacional / Maurício Fidalgo-RG



Para a nova fase de Michele, Taís Araújo teve aulas intensivas de música, canto e dança. Grande parte das canções cantadas pela personagem na série são originais / Mauricio Fidalgo-RG

 

 

A nova programação da Globo estreia em abril e para a alegria dos fãs, devido ao sucesso das temporadas anteriores, a saga da família Brau volta à cena em mais uma série de oito episódios que mostrarão o que parecia impossível, o declínio na inspiração de Braun (Lázaro Ramos) e Lima (Luís Miranda). Paralelamente, instala-se o caos porque Michele (Taís Araújo) deslancha na carreira de cantora e se torna celebridade.

Linda, cheirosa e empoderada, Michele Brau é a grande estrela na volta de “Mister Brau”. De bailarina e empresária do marido, ela se consolida como diva da música pop mundial. Com direito a agenda lotada e até avião próprio, o sucesso estrondoso vai mexer com a vaidade e a criatividade de Brau, que se volta para suas raízes em Madureira, na Zona Norte carioca, atrás da fama perdida se arriscando na música sertaneja e até em noites de churrascaria.

“A Michele sempre foi uma mulher empoderada e esse era um caminho natural de quem vai crescendo profissionalmente. Nessa temporada a gente vai discutir muitas coisas, desde o homem não segurar a onda quando a mulher tem destaque; como ficam os filhos e a família quando a mulher sai pra trabalhar e prospera muito; a questão da idade, que ela sente com a chegada da Yasmin, personagem da Lellezinha. Os autores olham para a sociedade, veem o que ela está discutindo e trazem isso para dentro da série. A gente pode discutir temas que não são leves de uma maneira que diverte, alcança e faz refletir. Poder fazer isso na televisão me dá muito orgulho”, diz a atriz Taís Araújo, que com a ascensão da personagem teve que fazer aulas para cantar e dançar em cena.

Com ou sem discussão de relação, o humor, garante Lázaro Ramos, continua em alta. “A família mantém o lado musical, mas o caminho que cada personagem tomou acho que vai surpreender. Ninguém vai estar na mesma situação que estava antes e todo mundo vai estar batalhando ou para reinventar a sua vida ou para reconquistar coisas que perdeu. Essa temporada vai servir um pouco para o Brau amadurecer. Ele fica super incomodado com a nova situação da Michele. Para ele, o problema não é ela ter a fama e o sucesso dela, mas ele não ter a fama e o sucesso dele”, conta o ator.

Mais do que o universo feminino, a trama de Jorge Furtado dosa humor e responsabilidade trazendo à tona temas como a Operação Lava-Jato, o drama dos refugiados e racismo, além de questões familiares cotidianas. Se nas temporadas anteriores o tormento da advogada Andrea (Fernanda Freitas) era ser vizinha dos Brau, a vida vai lhe mostrar que o mundo dá voltas: ela se vê obrigada a morar de favor numa dependência para empregados nunca usada na casa da família de Michele.

De volta ao bairro de Madureira, Brau e Lima resgatam o prazer de serem reconhecidos nas esquinas e buscam novos caminhos profissionais. Para além da música, vão estar atentos a todas as novidades culturais da região e seus potenciais no mundo pop.

Allan Fiterman, um dos diretores da atração ressalta o investimento na superprodução de Michele nesta temporada. “Em oito episódios desta temporada, há 12 shows. Dentro do estúdio, a gente gravou só um pedaço do palco desses espetáculos para depois fazer um 3D gigantesco para parecer que ela está num grande festival. A casca inteira do palco, a plateia, a gente vai inserir com computação. Nesta temporada, ela se apresenta em vários países. Michele é quase a nossa Beyoncé brasileira”, brinca o diretor, que também explica que grande parte das músicas cantadas pelo personagem na série são originais.

Da Zona Norte carioca, Brau vai parar na África. A viagem para Angola será a parte final das gravações desta temporada. “Ir para a África é uma maneira de buscar as origens. É fechar com “chave de ouro” essa historia que sempre teve tanto orgulho de falar sobre a cultura afro-brasileira. Musicalmente, esteticamente e identitariamente. O encontro virá através desta três coisas: da busca da identidade, do respeito estético e da pesquisa musical”, resume Lázaro. “Mister Brau abriu esse espaço onde se discute o negro de uma outra maneira. Eles são bem sucedidos, com autoestima elevada, e agora, fazer esse episódio em Angola, significa trazer essa herança do brasileiro. Vai ser muito significativo trazer de onde vem esse povo, de onde vem esse ritmo. As pessoas não tinham onde ver isso, como se identificar”, defende o ator Luís Miranda.

E mais, nesta quarta temporada, o elenco ganha o reforço das atrizes Cacau Protásio e Lellezinha, interpretando Carmo, irmã de Lima, e sua filha Yasmin. As duas vão receber Lima e Brau em Madureira, quando eles tiverem que buscar inspirações para tentar reverter o “bloqueio criativo” que se instalou em suas vidas. O público também vai poder ver Fernanda Montenegro como a mãe de Gomes (Kiko Mascarenhas), além das participações especiais de Drica Moraes e Luísa Arraes.

“Carmo é uma mulher guerreira, mas mal humorada. Não é uma pessoa de bem com a vida, não acredita em nada. Ela é igual a São Tomé, só acredita vendo”, diverte-se Cacau Protásio, feliz de entrar para o time do série: “A cada dia que passa, mais acredito que o universo conspira a nosso favor. Eu assistia e desejava, hoje estou aqui”. “Tá sendo uma grande diversão! Yasmin é muito esperta e observadora. Acho que o público pode esperar muitas surpresas e muita música porque ela vai surpreender!”, empolga-se Lellezinha.

E tem ainda o dia a dia dos filhos de Brau e Michele, Lia (Brunna Oliveira), Egídio (Leonardo Lima Carvalho) e Carlito (Serginho Rufino) que seguem em alta, com as aventuras e desventuras de serem filhos de ídolos pop e conciliarem suas rotinas com a da mãe, que agora tem uma agenda intensa de shows pelo mundo afora. O elenco traz ainda George Saumas, como Henrique, Cláudia Missura, como Catarina, e Marcelo Flores, como Marques.

Promete repetir o sucesso das temporadas anteriores. É ver e confirmar.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Outubro, 2018
Nada de traição! - 59
15 de Outubro, 2018
Reeducação alimentar é o grande segredo! - 55
15 de Outubro, 2018
Novo disco de Jana Linhares está nas lojas - 45
15 de Outubro, 2018
O filme Não Vai Dar chegou nas locadoras - 51
15 de Outubro, 2018
Drink de Morango - 60


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites