iFolha - Olímpia foi 2.º em número de raios na região em 2016

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Novembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 13/11/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 21 de Janeiro, 2018 - 23:40
Olímpia foi 2.º em número de raios na região em 2016

Como total de 9.068 des­cargas elétricas, ou raios, que caíram em seus 805.709 quilômetros quadrados, o município de O­límpia foi o segundo colocado no ranking da região noroeste no ano de 2016 em número de raios.

Na frente aparece apenas José Bonifácio que recebeu 10.236 descargas no mesmo período. Os dados são da Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas (Bra­silDAT), operada pe­lo Grupo de E­letricidade Atmosférica (E­lat) do Ins­tituto Nacional de Pesquisas Espaciais (In­pe).


Abaixo de Olímpia aparecem os municípios de Novo Horizonte, com o total de 7.976 raios; Votupo­ranga, com 5.874 descargas atmosféricas; e Fernan­dópolis, que registrou 5.546 raios.

Entretanto, em 2017, inclusive porque chove bem menos, Olímpia nem aparece entre os cinco municípios com maiores registros: Novo Horizonte lidera com 7.622; José Bo­ni­fácio registrou 7.168 descargas elétricas; Fer­nan­dópolis teve 7.116 raios; Votuporanga registrou 5.410; e Jales aparece em quinto lugar com o total de 4.1l6 raios.

No verão, a incidência de raios é maior devido às altas temperaturas e umidade. “Os raios estão diretamente associados às nuvens que provocam tempestades. Como nessa é­poca do ano estamos na estação chuvosa, temos mais nuvens, automaticamente, a gente tem mais descargas elétricas”, disse ao jornal Diário da Região, de São José do Rio Preto, o meteorologista Guerreiro Ferreira, do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet) da Unesp de Bau­ru Thiago.

Segundo ele, os raios se formam quando a nuvem fica muito carregada eletricamente e o ar não consegue mais isolar uma da outra. “Essa carga elétrica pas­sa para o solo, formando o raio”.

Durante chuvas com raios, é importante se proteger. “As pessoas têm que se abrigar, quando perceber uma tempestade com ra­io, nunca fique embaixo de árvores, dentro da água e guarda-sol, isso pode salvar sua vida”, completa o meteorologista.



Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
13 de Novembro, 2018
Thermas dos Laranjais é a 4.ª melhor do Brasil em gestão de pessoas do “Valor Econômico” - 183
13 de Novembro, 2018
3.º Jantar Beneficente em prol da Santa Casa lota o salão social do Thermas dos Laranjais - 229
13 de Novembro, 2018
Geninho entra com Habeas Corpus para não quebrar o seu sigilo bancário e fiscal - 408
12 de Novembro, 2018
O caos na Saúde pública local e a miopia de quem se nega a ver - 135
12 de Novembro, 2018
Tratando a pele do modo certo - 97


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites