iFolha - Mister M não emplacou, nem vídeo que queria impor uma epidemia na cidade quase turística

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Fevereiro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/02/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 15 de Janeiro, 2018 - 10:26
Mister M não emplacou, nem vídeo que queria impor uma epidemia na cidade quase turística

COMEÇO ...

... de ano bastante agitado, não politicamente, mas dentro da política que corre nos bastidores do turismo tupiniquim, ou seja, de Olimpiã e Festança.

UMA DECISÃO ...

... judicial de primeira instância, tirou o comando de uma figura conhecida da cidade de um dos grandes hotéis da cidade, mas em primeira instância, ou seja, ainda cabendo recurso.

POR UMA ...

... questão ética, não vamos dar nomes aos bois, como podem ter querido os Mister Ms da vida.

MAIS  ...

... uma vez, devido a troca de comando, dezenas de trabalhadores acabaram ficando sem seus empregos e simplesmente saiam para almoçar e não podiam retornar.

FOI ...

... um alvoroço total. Vamos aguardar para ver como irá ficar a situação.

MAS ...

... causa estranheza ver um grupinho de pessoas que, possivelmente, assumiu o controle do hotel, divulgarem na internet vídeo soltando fogos por ter conseguido a decisão na justiça.

E O PIOR ...

... foi ver advogados participando de tal ato, como se estivessem comemorando eleição para prefeito, ou mesmo campeonato de time de futebol, em razão da obtenção de uma decisão de primeira instância, que ainda poderá ser revista em instâncias superiores.

NÃO SE QUER ...

... aqui tomar partido ou defender ou acusar quem quer que seja. Apenas se está analisando o que foi tornado público. E que pegou mal, pegou. Foi motivo até também de vídeo de ex candidata a vereadora, escrachando o fato, inconformada com as imagens circulando na internet mostrando “figurões” participando de tamanha baixaria. E ainda afirmou: Depois ainda dizem que a barraqueira sou eu. Pano rápido!

MAS O PIOR ...

... foi ver folders também circulando em grupos de WhatsApp, mostrando os perdedores da pendenga judicial em primeira instância em situações ridículas.

UM VÍDEO ...

... inclusive, tentava imitar a voz cavernosa de mister M e até duvidando da sexualidade de um dos envolvidos.

QUISERAM ...

... passar para a população que a voz e a produção poderiam ser deste jornalista, que nunca fez, nem produziu coisas deste tipo. Ao contrário do próprio assessor da figura ofendida, a quem a dicção se mostra bastante parecida.

TALVEZ, ...

... assessor e pseudoassessorado, quisessem instigar este jornalista para colocar a figura de volta ao noticiário e eles mesmos tenham produzido as aberrações “sortilégicas”.

O OUTRO ...

... tema foi a iniciativa de um turista, sabe-se lá se com boa ou má intenção, de gravar um vídeo anunciando que ele e mais quatro ou cinco de seus amigos teriam contraído a tal da conjuntivite, uma infecção das conjuntivas que é transmitida por vírus ou bactérias, em Olímpia.

NO VÍDEO ...

... o internauta e possível visitante dá a entender que a situação seria epidêmica, pois ele e todos os seus amigos haviam pego a doença, sem mostrar nenhum documento, ou mesmo os próprios colegas.

CLARO, ...

... a conjuntivite é uma infecção que dura de 7 a 15 dias e na maioria dos casos não precisa nem de remédio para ser tratada e tem como período de maior propensão à sua disseminação, o verão, estação que estamos vivendo atualmente.

NO ENTANTO, ...

... ao se ver as formas de propagação na bibliografia confiável existente na internet, não se vê, em nenhum lugar, a possibilidade de as que tem origem em vírus ou bactérias terem se difundido através das águas de piscinas.

A QUE MAIS ...

... se chegaria perto de se contrair por irritação de algum componente da água, como o cloro, por exemplo, seria a alérgica, mas cuja tese não se sente muita firmeza em defender.

AS OUTRAS ...

... são difundidas pelo contato com a secreção provocada pela infecção e aí é aquela questão de se usar a mesma toalha, tocar objetos comuns, etc.

PORTANTO, ...

... sem laudo, ou investigação médica, a ideia que se passa num primeiro momento é a de que o internauta pode até ter contraído a doença fora de Olímpia, já que a secretaria da Saúde, nos últimos 12 dias, teve o registro de apenas quatro casos da doença.

MAS, SE PEGOU ...

... aqui, não podemos ser hipócritas ao ponto de acreditar que nossa cidade e o próprio Thermas só recebem pessoas totalmente higiênicas e que lavam as mãos antes de tocar os olhos a todo momento e até que têm educação suficiente para não sujar as próprias atrações do parque aquático.

ESTA DOENÇA ...

... é comum no verão e a própria saúde registrou a ocorrência de quatro casos nos últimos dias. Portanto, passível de ser contraída em qualquer lugar em que uma pessoa passe o vírus ou bactéria através da secreção para outro, através do contato direto ou indireto, pois pelo ar, ou pela água, não existe tantas chances assim, segundo a bibliografia científica.

MAS, DE TODO ...

... jeito, em termos de marketing, fica a certeza de que o Parque Aquático é realmente a mola propulsora de nossa economia, e que tem milhões de adeptos, pois quase um milhão visualizar o vídeo do internauta, mostra o interesse generalizado pelas atrações do parque e que, com certeza, este ano poderá bater a sua marca dos dois milhões de visitantes.

SEM DÚVIDAS, ...

... não é um episódio como este, inconsequente, eis que sem argumentações lógicas, já que, ao que parece, o sujeito que gravou o vídeo e o postou no facebook não deve nem ter consultado a própria internet para conhecer pelo menos como a doença se propaga antes de acusar uma cidade turística de estar vivendo uma epidemia da doença, por mais significante que seja a doença, é que vai fazer com que os visitantes deixem de aqui aportar, já que o que se viu nos últimos dias foi sempre o estacionamento do parque lotado e os hotéis e pousadas mantendo suas expectativas de lotação.

José Salamargo ... entendendo que, na verdade, entre mortos e feridos, salvaram-se todos, em todos os casos.



Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Fevereiro, 2018
Homenagem - 39
19 de Fevereiro, 2018
Envelhecer é inevitável, mas você pode ter muito prazer nesse processo natural - 26
19 de Fevereiro, 2018
Envelhecer é inevitável, mas você pode ter muito prazer nesse processo natural - 40
19 de Fevereiro, 2018
O CD Eles & Elas - Duetos chegou nas lojas - 36
19 de Fevereiro, 2018
O filme It: A Coisa chegou nas locadoras - 36


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites