iFolha - Captação ostensiva ou ofensiva contra visitantes e olimpienses?

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Maio de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/05/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 31 de Dezembro, 2017 - 14:32
Captação ostensiva ou ofensiva contra visitantes e olimpienses?

COMEÇANDO ...

... sempre pelo começo, este lucubrar sabático, o tema principal tem que ser o falecimento do professor aposentado Ivo de Souza, aos 68 anos de idade, no início da noite da terça-feira, 26, por volta das 18 horas, na Santa Casa de Misericórdia de Olímpia, onde esteve internado por 72 dias na UTI - Unidade de Terapia Intensiva.

IVO DE SOUZA ...

... foi velado na quarta-feira, 27, no velório Jardim das Primaveras e enterrado no mesmo dia, às 16 horas no Cemitério São José, na presença de centenas de amigos e familiares.

O PROFESSOR ...

... foi internado no dia 14 de outubro, após sofrer uma queda e ter machucado o joelho e acabou tendo uma embolia cerebral que não regrediu o suficiente e, como permaneceu por mais de 70 dias respirando por aparelhos, acabou tendo falência múltipla de órgãos, o que o levou a óbito no dia 26.

IVO, ...

... durante as últimas duas décadas, foi colaborador desta Folha, onde mantinha a “Coluna do Ivo”, registrando e comentando os principais assuntos da semana.

MAIS QUE ...

... um colaborador do jornal, Ivo também chegou a ser professor deste colunista, quando iniciou curso de administração na Eduvale, há também mais de duas décadas.

TIVE ...

... o prazer de assistir várias de suas aulas e posso atestar que, embora trabalhasse com um dos pontos mais importantes da formatação do ser humano: a linguagem, não se limitava ao ensino da gramática, era enfático na cobrança da reflexão, do buscar a verdade com base na pesquisa histórica. Exercitava a produção de textos e a leitura, um verdadeiro guerreiro contra a produção em grande escala do analfabetizado funcional (que não conseguem ler e interpretar um texto).

MAS, COMO TODO ...

... sonhador e romântico, viu com tristeza crescer em número e em gênero o tal fenômeno que acaba por transformar o ser humano em máquina biológica capaz apenas de desempenhar trabalhos que não dependam de decisões tomadas com base em análise e decisão crítica e pesquisa. Os verdadeiros robôs de carne e osso que a UNESCO estima em quase 80% no Brasil.

MAIS AINDA, ...

... via, com tristeza, grassar pela internet, via sites de relacionamento, a linguagem chula, curta, própria de quem não recebeu alimento cultural suficiente para entender que é preciso deixar de lado o “achismo”, a mera opinião e buscar enriquecer as ide­ias através da pesquisa pa­ra poder travar o debate.

COM CERTEZA ...

... também se entristecia ao ver a consequência disto, que é o ódio, a agres­sividade, a discussão sem nexo, em sua maioria baseada apenas em interesses pessoais, no xin­ga­mento e tendo como tônica, um linguajar restrito, pobre de vocabulário.

OLÍMPIA, ...

... sem dúvidas, perde um de seus mais ilustres intelectuais e que compunha um seleto grupo de poucos capazes de proceder a reflexão crítica e provocar nas pessoas o raciocínio e o surgimento de suas próprias ideias.

MAS ...

... vai o mestre e o baixo nível nas redes sociais continua. A grande maioria da população vive como animal, instintivamente lutando por seus interesses pessoais. Dane-se o próximo. Dane-se a cidade. Dane-se o outro.

ESTA SEMANA ...

... este jornalista iniciou uma polêmica sobre a volta à todo vapor da tal da captação ostensiva, mas no seu ponto mais in­vasivo, imoral, podendo ser considerado até ilegal. E o que se viu na internet foi um festival de baixaria por parte dos atingidos e seus familiares, colocando conceitos estapafúrdios para defender seus interesses pessoais e agredindo pessoas que se postavam contra.

NÃO DÁ ...

... para, em tempos em que a tecnologia está substituindo os empregos, para querer acabar com este tipo de venda imobiliária, mas é preciso haver um equilíbrio. Também não dá mais para suportar ver tantos comentários negativos nos sites de relacionamento, nos sites de viagens e até no Reclame Aqui, que tem uma empresa que atua neste tipo de venda na cidade que tem mais aproximadamente 400 reclamações.

É O NOME ...

... da estância turística que está em jogo. E não adianta vir com a história de que tem que trazer indústria pra cidade para gerar emprego que não pega. Hoje nem indústria nem agricultura estão gerando emprego mais. E o turismo tem feito Olímpia, que também vive a crise que assola o País, não sentir da maneira intensa os mesmos efeitos que vêm sendo verificado em outras cidades onde não existe esta atividade.

SE O TURISTA ...

... já fica “pê” da vida e lota a internet com reclamações sobre este tipo de empurra venda, imagina o olimpiense que tem que passar pelas vias que demandam ao parque aquático Thermas dos Laranjais e chega até a ser agredido por captadores sem educação (claro que não são todos, mas um grande número).

NA VERDADE, ...

... as empresas precisam qualificar melhor seus captadores e exigir deles que não xinguem, tratem todos com educação e não entrem na frente dos veículos como estão fazendo corriqueiramente, pois estão infringindo as leis de trânsito e podem colocar a vida dos outros e a própria em risco.

SE TEMOS ...

... que conviver com este tipo de agressividade de vendas para ajudar alguns de nossos cidadãos a sobreviver, que, pelo menos, se respeite os direitos individuais dos que não atuam neste tipo de trabalho, aí incluindo-se tanto turistas quanto olimpienses.

TODOS MERECEM ...

... ser tratados com dignidade, com respeito e sem agressividade ou xingamentos, ameaças e outras atitudes que estão sendo verificadas nas últimas semanas, assim como já ocorreram no passado e passaram um tempo amenizadas.

O DIREITO ...

... de uma pessoa termina onde começa o da outra. E isto é básico na democracia. Eu não posso impor as coisas na marra para o outro. Não posso obrigar as pessoas a comprar o que eu quero vender. E, principalmente, quando xingo, faço gestos obscenos, enfim, agrido o outro, estou cometendo um crime que pode ser levado à justiça.

O PREFEITO ...

... Fernando Cunha, que esteve no programa comandado por este jornalista na rádio Cidade, em 98,7 MHz e pelo Facebook, de segunda às sextas-feiras, das 11 às 12 horas, afirmou que vai tomar providências junto às operadoras responsáveis pelos captadores e enfatizou que não é sócio de nenhum destes empreendimentos e que se a situação não se acertar, com base na lei, a prefeitura pode multar e até suspender a empresa que está atuando desta forma.

ESTE JORNALISTA ...

... propôs, na quinta-feira, em seu programa no mesmo horário, que se a situação não se resolver, o negócio vai ser a própria população filmar os casos de atuação irregular e enviar o vídeo para a emissora de rádio que esta encaminhará para as autoridades incumbidas de fiscalizar o cumprimento das leis.

José Salamargo ... desejando que em 2018 possamos viver melhor do que vivemos em 2017 e, principalmente, destilemos menos ódio e mais amor, principalmente pelos sites de relacionamento na internet.



Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Maio, 2018
No palco - 17
21 de Maio, 2018
A bolsa nossa de cada dia - 11
21 de Maio, 2018
O CD Rock Brazuca chegou nas lojas - 14
21 de Maio, 2018
O filme A Torre Negra chegou nas locadoras - 11
21 de Maio, 2018
Bolo da Dinda - 12


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites