iFolha - O sucesso de uma atriz

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Fevereiro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16/02/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 16 de Outubro, 2017 - 17:49
O sucesso de uma atriz

Débora Falabella na pele da personagem Solange/Irene, na novela “A Força do Querer”. Fria e calculista, Irene é capaz de matar para conseguir seus objetivos / Marília Cabral-RG




Profissional competente, Débora Falabella não se intimidou quando foi chamada para fazer uma vilã, em “A Força do Querer” / Estevam Avellar-RG

 

 

Acostumada a interpretar mocinhas e heroínas, em “A Força do Querer”, novela que caminha para os momentos finais, Débora Falabella teve a oportunidade de mostrar mais uma face do seu talento interpretando a vilã assassina Solange/Irene. Especula-se que Irene será assassinada nos últimos capítulos da história. Daí vai perdurar a pergunta: quem matou Irene? As suspeitas recairão principalmente sobre Silvana (Lília Cabral) e Elvira (Betty Faria).

Mas, voltando à vida real, Débora Falabella já tem uma bela trajetória na história da dramaturgia brasileira, atuando não somente na televisão, mas também no cinema e no teatro.

A atriz nasceu em Belo Horizonte, no ano de 1979 e a carreira artística começou quando ela ainda era uma menina, no teatro amador. Era uma atriz nata, mas buscou aperfeiçoamento através de cursos específicos. A grande chance apareceu quando se inscreveu para um teste que buscava atores mineiros promovido pela Globo. Passado algum tempo, foi chamada pela emissora, fez novos testes e ganhou um papel em “Malhação”. Isso aconteceu em 1998. No entanto, não foi naquele momento que a carreira deslanchou. Acabando a participação na novelinha global, voltou para Belo Horizonte e uma outra chance em novelas apareceu na primeira versão de “Chiquititas” no SBT. Nova maratona de testes, Débora ganhou o papel de Estrela na produção que viraria marca registrada da emissora de Sílvio Santos.

Em 2001, a atriz ganhou um contrato com a Globo e daí foi um trabalho atrás do outro. Vale a pena lembrar de alguns momentos marcantes na carreira da artista; ela ganhou projeção quando interpretou a Mel Ferraz, em “O Clone”, através da qual Glória Perez levantou a bandeira da dependência química na adolescência. A doce Duda foi seu papel em “Senhora do Destino”, que vem sendo mostrada no “Vale a Pena Ver de Novo” e que ditou a moda das presilhinhas nos cabelos e pulseiras de lacinhos, sem contar as blusas fluidas e com rendas.  Assim que encerrou a novela, Débora Falabella foi desafiada a viver Sarah Kubitschek quando jovem na minissérie “JK” que contou a trajetória do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Dona Sara foi uma mulher forte e de opiniões próprias perfeitamente demonstradas através da performance da atriz. E teve também a Nina, em “Avenida Brasil”.

Deslanchando na carreira, Débora Falabella teve a oportunidade de protagonizar um folhetim quando foi chamada para ser a Sinhá Moça, na novela homônima exibida na faixa das seis da tarde.  E assim, a atriz foi mostrando do que era capaz. Depois de “Sinhá Moça”, vieram mais duas novelas, “Duas Caras” e “Escrito Nas Estrelas”, além de seriados e participações especiais.

Além da televisão, Débora Falabella atua no teatro e no cinema. Nos palcos, até agora, estrelou cinco espetáculos, e no cinema, foram dezesseis filmes, sendo o último “Todo Clichê de Amor”, produzido nesse ano.

Débora Falabella tem uma aparência meiga, mas de frágil ela não tem nada. Muito discreta, dificilmente é vista em badalações ou o seu nome é ligado a fofocas ou escândalos. Praticamente nascida numa família de artistas, no ano de 2005 casou-se com o músico Chuck Hypolitto; eles ficaram juntos durante quase seis anos e desta união nasceu Nina, que atualmente tem três anos de idade. Atualmente, Débora está casada com Murilo Benício, sendo que o romance começou nos bastidores de “Avenida Brasil”. Ela é irmã da atriz Cinthia Falabella.

Avessa aos holofotes, Débora Falabella é muito respeitada no cenário artístico brasileiro e já é considerada atriz do primeiro escalão da Rede Globo. Essa menina vai longe!


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
16 de Fevereiro, 2018
Empresário fecha autoelétrica em Severinia por estar “cansado de tomar calote” - 537
14 de Fevereiro, 2018
Escolas de Samba dão show e Carnaval Tropical atrai mais de 20 mil pessoas na Avenida - 250
12 de Fevereiro, 2018
SITUAÇÃO INSUSTENTÁVEL! CPFL não consegue atender com qualidade as necessidades de energia da Olímpia turística. - 312
11 de Fevereiro, 2018
Derrota deixou Olímpia FC na zona de rebaixamento - 156
11 de Fevereiro, 2018
Entregadores de sorvetes são flagrados furtando 52 potes da Kibon no Iquegami - 241


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites