iFolha - Câmara deve instalar CEI para apurar “sumiço” de um celular

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Janeiro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 18/01/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 15 de Outubro, 2017 - 22:45
Câmara deve instalar CEI para apurar “sumiço” de um celular

A Câmara Municipal de Olímpia deverá instalar uma Comissão Especial de Investigação (CEI), que te­rá a finalidade de apurar um eventual ‘desaparecimento’ de um telefone celular da casa, que teria si­do adquirido em meados do ano de 2016, pelo vereador Luiz Antônio Moreira Salata, quando este era o presidente do legislativo local.

Para tanto, durante a sessão ordinária realizada na noite de segunda-feira desta semana, dia 9, o presidente Luiz Gustavo Pimenta leu o requerimento número 697/2017, de 5 de outubro próximo passado, de autoria do vereador Antônio Delomo­darme, Niquinha, pedindo a instauração da CEI, com base no boletim de Ocorrência número 1.514, do dia 4 de outubro, acusando Salata por uma eventual apropriação indébita e peculato, crimes previstos no Código Penal e de Ética da Câmara, se configurado o dano ao erário.


Consta que além de Niquinha, o requerimento contém outras seis assinaturas: Hélio Lisse Júnior; José Elias Morais, o Zé das Pedras; João Batista Dias Magalhães; Luiz Antônio Ribeiro, Luiz do Ovo; e Marco Antônio Parolim de Carvalho, Marcão Coca.

Como se recorda, na Delegacia de Polícia Niqui­nha, alegando ser o vice-presidente da Câmara Municipal, diz que teria apurado que na tarde do dia 17 de junho de 2016, Salata, então na condição de presidente do legis­lativo, teria adquirido em nome daquela casa de leis, um aparelho de telefone celular da marca Samsung, modelo Galax S7, imei 358151070236632, para uso particular.

De acordo com o que consta no boletim, “ocorre que após o término do mandato de presidente, o senhor Luiz Antônio não devolveu o referido aparelho, sendo que numa apuração preliminar, não foi possível encontrá-lo naquela Câmara Municipal local, porém consta como bem patrimonial sob número 573, chapa 5/011843, origem C, lançado no livro de patrimônio”.

Além disso, Niquinha declarou que Salata estaria utilizando o aparelho através do número (11) 99729 5083.

Por outro lado, Salata também registrou um boletim de ocorrência, acusando Niquinha de ser seu inimigo político, praticamente negando a situação apontada por Delomodarme.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
18 de Janeiro, 2018
Lavrador desfere duas facadas em instalador de antenas em Severínia - 211
16 de Janeiro, 2018
Ladrões armados levam celulares e R$ 37 mil de agência de turismo no centro em pleno meio dia - 568
16 de Janeiro, 2018
Martines acredita que grande número de viroses é consequência do tempo e aumento de turistas - 234
16 de Janeiro, 2018
Delegado acredita que primeiro homicídio do ano pode ter sido execução ligada ao PCC - 638
15 de Janeiro, 2018
Olímpia tem vacina contra a Febre Amarela em todas as UBS - 203


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites