iFolha - Geninho denunciado pela 8.ª vez agora pelo caso da Beneficência

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 25 de Junho de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 25/06/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 10 de Setembro, 2017 - 21:49
Geninho denunciado pela 8.ª vez agora pelo caso da Beneficência

O ex-prefeito Eugênio José Zuliani está sendo acusado pelo Ministério Público de Olímpia, através da 2.ª Promotoria de Justiça, na oitava ação que apura prática de ato de im­probidade administrativa. Desta feita, a finalidade é apurar responsabilidade relacionada ao abandono em que o prédio da Sociedade Beneficência Portuguesa foi deixado quando a Secretaria Municipal de Sa­úde deixou o local em meados de dezembro de 2016, e também o caso dos medicamentos e equipamentos que foram abandonados no interior do prédio.

Além disso, a promotora pública Valéria Andréa Ferreira da Silva, visa também apurar um eventual esquema que tinha como finalidade promover prejuízos financeiros ao município, através dos atos praticados pelo ex-prefeito e pela ex-secretária municipal de Saúde, Silvia Eliza­be­th Forti Storti, além de mais duas pessoas que seriam ligadas à nova direção da Beneficência.

Por isso, além do ex-prefeito e da ex-secretária, a ação protocolada na tarde do dia 1.º de setembro de 2017, sexta-feira da semana passada, às 15h38, visa atingir também a própria instituição Associação Beneficência Portuguesa de Olímpia e o Município de Olímpia, os advogados Mário Francisco Montini e Luís Gustavo Alessi, que assumiu a presidência provisória da instituição e atual presidente da diretoria, respectivamente.

Inclusive, Valéria Ferrei­ra de Lima aponta que a presente denúncia tem conexão com ações que tramitam na 3ª Vara Cível local, sendo uma delas de cobrança de valores relativos a aluguel que seriam devidos pelo Município. “Ainda que não se entenda a respeito da alega­da conexão, mister o julgamento conjunto das ações por existência de risco de decisões conflitan­tes”, pede a promotora.

Em trecho da inicial da ação, cuja cópia chegou à redação na manhã desta sexta-feira, dia 8, a promotora cita o fato de Mário Francisco Montini ter obtido na justiça o cargo de presidente provisório, e que depois houve a eleição de Gustavo Alessi como novo presidente, colocando como uma eventual manobra para gerar eventual prejuízo aos cofres municipais.

“Nesse sentido, tanto Eu­gênio quanto a então secretária municipal de Saúde demonstraram inequívoco despreparo, sabendo que Mario pretendia ressuscitar a sociedade e, por conseguinte, poderia tomar providências para onerar o erário e, não obs­tante, na­da fizeram, deixando aquele patri­mônio à própria sorte”.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
25 de Junho, 2018
Dois membros de quadrilha são presos com grande quantidade de munições - 352
25 de Junho, 2018
Polícia recupera moto furtada e suspeitos fogem pulando o muro - 153
25 de Junho, 2018
Casal suspeito de praticar roubos em Olímpia é preso com drogas e arma - 324
25 de Junho, 2018
Aposentado perde R$ 1.700,00 em mais um golpe do “falso mecânico” - 122
25 de Junho, 2018
Olímpia FC contrata Vilson Tadei para dirigir a equipe na Copinha - 104


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites