iFolha - “Chacrinha, o Eterno Guerreiro” celebra o centenário de Abelardo Barbosa

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 18 de Agosto de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/08/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 04 de Setembro, 2017 - 17:51
“Chacrinha, o Eterno Guerreiro” celebra o centenário de Abelardo Barbosa

Assim como no teatro, no qual interpretou o Velho Guerreiro em “Chacrinha, o Musical”, Stepan Nercessian incorporou o personagem, levando para o especial os trejeitos, brincadeiras e toda a desenvoltura do artista / Pedro Curi-RG



A famosa buzina integrou o figurino de Stepan Nercessian, assim como a casaca vermelha, a gravata borboleta verde bordada em paetê, a cartola, o colete e o mocassim dourado / Pedro Curi-RG

 

 

 

Quem viveu nos saudosos anos 80 não esquece jamais das tardes de sábado, dia que ia o ar pela Rede Globo o inesquecível “Cassino do Chacrinha”. A música de abertura, “Abelardo Barbosa, está com tudo e não está prosa... Ó Terezinha, ó Terezinha é um barato o cassino do Chacrinha...” ainda está na lembrança de muita gente.

Mas para a alegria dos saudosistas de plantão, atenção: “Ó Terezinha, Ó, Terezinha. Está de volta o ‘Cassino do Chacrinha’” em uma viagem ao universo do Velho Guerreiro que promete emocionar o público e celebrar o centenário de um dos maiores comunicadores do Brasil. Com direito a buzina, abacaxi, jurados e grandes atrações musicais, o especial “Chacrinha, O Eterno Guerreiro”, uma parceria entre a Globo e o Canal Viva, reverencia Abelardo Barbosa, que continua com tudo e não está prosa. Misturando elementos antigos com a tecnologia atual, o especial faz alusão ao programa de auditório que marcou gerações e ainda hoje é referência na memória afetiva de milhares de brasileiros. Liderado pelo ator Stepan Nercessian na pele de Chacrinha, o programa ganhou uma roupagem contemporânea e foi gravado nos Estúdios Globo, em maio deste ano. 

Com direção artística de Rafael Dragaud e direção-geral de Daniela Gleiser, o especial celebra a atmosfera do inesquecível “Cassino do Chacrinha”, que foi ao ar na Globo entre os anos de 1982 e 1988. “É um Chacrinha de todos os tempos, que atravessa gerações e resgata a memória afetiva do público”, define Rafael Dragaud. “A ideia foi fazer uma reverência ao artista, com um cenário inspirado no programa da década de 80, mas modernizado. Temos convidados que fizeram a história do programa, mas também grandes nomes da música atual, que certamente passariam pela atração se fosse exibida hoje”, explica Daniela Gleiser.

A exibição na Globo está prevista para a próxima quarta-feira, dia 06, após “A Força do Querer”, lembrando que e o especial já disponível para assinantes do Globo Play.

As atrações musicais escolhidas para o especial transitam por diferentes décadas. Em um clima de encontro de gerações, ícones como Sidney Magal, Fábio Júnior, Ney Matogrosso, Banda Blitz, Luan Santana, Alcione, Ivete Sangalo, Anitta, Marília Mendonça, Luiz Caldas, e o rei, Roberto Carlos, se apresentam no programa. Os que puderam desfrutar da companhia do Velho Guerreiro aproveitam ainda o momento para contar histórias e curiosidades do passado.

O corpo de jurados, uma das marcas do “Cassino do Chacrinha”, é composto por alguns dos principais comunicadores da atualidade. Entre eles, Luciano Huck, Angélica, Tiago Leifert, Ana Maria Braga, André Marques, Gloria Maria, Fernanda Lima e Regina Casé.  Na homenagem não poderiam ficar de fora, ainda, as brincadeiras com o grupo e alguns quadros marcantes, como o cantor mascarado, interpretado por Luan Santana, e a entrevista com o artista, realizada com Anitta. Durante a apresentação, berinjelas, jacas, mandiocas, bacalhaus e até camisinhas são distribuídos ao público, sempre no estilo bem humorado, irreverente e tropicalista, características marcantes do apresentador.

E, para tornar o momento ainda mais emblemático, um concurso de imitadores de Chacrinha diverte a plateia com nomes consagrados do humor nacional. Concorrem ao título de “Melhor Chacrinha de todos os tempos” os humoristas Marcelo Adnet, Tom Cavalcante, Welder Rodrigues, Otaviano Costa e Marcius Melhem. No palco, cada um faz seu improviso para ser avaliado pelos jurados. Otaviano Costa é o Chacrinha marinheiro; Welder Rodrigues, a noiva; Tom Cavalcante é a versão Rapunzel transformada em abacaxi; e Adnet encarna o “Chacrinha Napoleão”. As fantasias são inspiradas nos diversos figurinos que Chacrinha usou ao longo de seus programas.  

Em um palco moderno e tecnológico, sem perder as referências do passado, as chacretes, os jurados e a tradicional plateia com suas caravanas ajudam a contar essa história e a resgatar o ambiente do programa de auditório. Mario Monteiro, que completa 50 anos como cenógrafo da Globo neste ano, foi o nome escolhido para atualizar a atração. “O cenário, embora seja datado de 1982, foi atualizado como se fosse um Chacrinha atual. Para isso, acrescentamos efeitos especiais de luz e projeções em LEDs  mantendo, porém, a essência do programa”, destaca ele, emocionado por reproduzir o cenário de 1982, de autoria de seu irmão, já falecido.

Os tubos de metal foram mantidos, e sete telões de LED, com 200 metros quadrados de painéis, foram instalados para alternar diversas imagens e videografismos, que, junto aos canhões de luz, ajudam a modernizar o ambiente, criando um clima de show, onde o público também tem papel importante. Formada por 400 pessoas, a plateia foi composta, em sua grande maioria, por caravanas e fã-clubes, assim como acontecia no “Cassino”.

Assim como no teatro, em que interpretou “Chacrinha, o Musical”, Stepan Nercessian incorporou o personagem, levando para o especial os trejeitos, brincadeiras e toda a desenvoltura do artista. A famosa buzina integrou o figurino, assim como a casaca vermelha, a gravata borboleta verde bordada em paetê, a cartola, o colete e o mocassim dourado. “É sempre um momento mágico. Vestir-me de Chacrinha é como se fosse partir para uma viagem de sonhos e aventuras”, revela Stepan.

Com certeza, vale a pena assistir e relembrar os velhos tempos. Para quem não conheceu o Velho Guerreiro, fica aí uma grande oportunidade, afinal, “quem não se comunica, se trumbica”, frase eterna de Chacrinha.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Agosto, 2018
Xande é preso por tráfico e denunciado como o autor do roubo de R$ 150 mil da AFPMO - 412
15 de Agosto, 2018
Menor é espancado por seguranças e servente sofre traumatismo craniano - 425
15 de Agosto, 2018
HB20 foi incendiado e moto e bolsa furtados em noite movimentada no Recinto do Fefol - 239
15 de Agosto, 2018
Diretor de escola de samba é preso por tráfico durante o Fefol - 430
13 de Agosto, 2018
Hugo Moura está faturando em presença vip - 121


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites