iFolha - O incansável galã

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 25 de Fevereiro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 25/02/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 28 de Agosto, 2017 - 16:13
O incansável galã

Rodrigo Lombardi estreou na carreira artística na década de 1990 e faz parte do primeiro escalão global, no entanto nunca deixou o sucesso mudar o seu comportamento / Estevam Avellar-RG



Atualmente Rodrigo Lombardi vive o advogado Caio, em “A Força do Querer”; determinado,  Caio pretende acabar com a influência do crime organizado no Rio de Janeiro / Felipe Monteiro-RG

 

 

Pode-se dizer que Rodrigo Lombardi é um artista que não tem o que reclamar da vida. Atualmente o talento do ator pode ser conferido em dois trabalhos simultaneamente. Na novela das 21 horas da Globo, “A Força do Querer”, ele vive o advogado Caio, que na trama de Glória Perez conquistou um importante cargo na Secretaria de Segurança do Governo do Rio de Janeiro e está lutando com unhas e dentes para desmantelar o crime organizado do Estado. E na Internet, Rodrigo Lombardi também pode ser visto na série “Carcereiros”, que desde abril está disponibilizada para os assinantes da GloboPlay.

Livremente inspirada no livro homônimo de Dráuzio Varela, em “Carcereiros” o ator interpreta o personagem Adriano, profissional encarregado pela guarda dos presos e que vive as dificuldades do encarceramento: a dele e a dos presidiários. Na trama, Adriano é um carcereiro responsável por passar o cadeado e controlar todo acesso às celas de um presídio. Íntegro e avesso à violência, ele tem na palavra sua maior arma. Dela se vale para garantir o mínimo de tranquilidade no ambiente de trabalho, enquanto os dilemas em casa tomam proporções inesperadas até mesmo para quem está habituado a lidar com situações extremas. Em meio ao contexto de risco que enfrenta na prisão, ele ainda precisa buscar maneiras de lidar com as cobranças da sua mulher que quer ter um filho, com sua filha adolescente, e com seu pai que também foi carcereiro. Até o final do ano, a série deve estrear também na tela da Globo.

Mas voltando à sua atuação em “A Força do Querer”, Caio, seu personagem é, e sempre foi apaixonado por Bibi (Juliana Paes), que nos últimos capítulos da novela começou a ser chamada de Bibi Perigosa, ou até mesmo de Baronesa do Tráfico, depois que se envolveu com as facções criminosas do morro. Mas, nos próximos capítulos a vida do advogado vai se complicar quando a megera Irene (Débora Falabella), por vingança, publica na Internet fotos comprometedoras dele com Bibi. Por outro lado, Caio não se intimida e faz planos para invadir o morro. E assim continua a saga de Caio, o personagem de Rodrigo Lombardi, em “A Força do Querer”.

Nascido Rodrigo Maranguape Lombardi, em São Paulo, no ano de 1976, Rodrigo Lombardi não pretendia ser ator. Ele queria era ser jogador de vôlei e quando tinha 17 anos seguiu para San Diego, nos Estados Unidos, a fim de estudar e se aperfeiçoar na arte do esporte escolhido. Passado algum tempo, ele retornou ao Brasil e foi trabalhar como agente de viagens. O primeiro trabalho como ator foi no palco, em 1995, na peça “João e o Pé de Feijão”.

Dono de um vozeirão e sorriso inconfundíveis, Lombardi seguiu trilhando a carreira de ator no teatro. No ano de 1999 fez sua primeira novela, “Meu Pé de Laranja Lima”, na Bandeirantes.

Mas, o início não foi fácil e teve momentos nos quais o ator pensou em desistir, até que foi “descoberto” por um produtor da Globo quando atuava no espetáculo “Mandrágora”.

E contratado pela Globo a partir de 2005, quando fez “Bang Bang”, praticamente emendou um trabalho ao outro. Mas, foi em 2009 que ganhou maior notoriedade e entrou de vez no rol do primeiro escalão da Globo, quando fez o Raj Ananda, na novela “Caminho das Índias”. Depois, fez “Passione”, “Ti Ti Ti” e foi protagonista em “O Astro”. Já tinha conquistado o telespectador, definitivamente.

No ano de 2012, foi novamente protagonista interpretando o Théo, na novela “Salve, Jorge” e brilhou quando fez o Pedro Falcão no maravilhoso remake de “Meu Pedacinho de Chão”. Em “Verdades Secretas”, protagonizou cenas calientes ao lado da atriz Camila Queiroz e no ano passado participou dos primeiros capítulos de “Velho Chico”, vivendo o Capitão Ernesto Rosa.

Discreto, não costuma aparecer em badalações, é totalmente voltado à família e “derrete-se” quando o assunto é seu filho Rafael. Rodrigo Lombardi é casado há anos com a designer Betty Baumgarten. Eles se conheceram no ano de 2000, nos bastidores do Projac quando ela atuava como maquiadora da novela “Uga Uga”.

E não pense o telespectador que Rodrigo Lombardi se contenta com o sucesso em sua carreira de ator. Ele adora dublar. Só neste ano ele já dublou personagens em pelo menos três filmes. O Gargamel em “Os Smurfs e a Vila Perdida”; o Homem com Cicatriz, em “O Meu Malvado Favorito 3” e Canopy, em “Transformers: O Último Cavalheiro”.

Simples e despreocupado com as obrigações da fama, ele não esconde que o sucesso é fruto de muito esforço, mas não tem apego a ele. Rodrigo Lombardi assume que está sempre em busca de aperfeiçoar-se e nunca está contente com seu trabalho. Ele sempre entende que pode fazer melhor.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
25 de Fevereiro, 2018
Caso interdição do Tifany e irregularidades na maioria dos empreendimentos: quem deve ser responsabilizado? - 8
25 de Fevereiro, 2018
Geninho deputado federal seria a busca pelo foro privilegiado? - 15
23 de Fevereiro, 2018
Caminhão desgovernado atinge 3 veículos na Constitucionalista - 395
22 de Fevereiro, 2018
Prefeitura interdita Tiffany por falta de regularização na prefeitura. Hotel de 70 apartamentos estava registrado como um escritório - 357
22 de Fevereiro, 2018
Duas crianças e um adolescente são pegos furtando depósito do Bachega - 295


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites