iFolha - Quebram o país, e o povo paga a conta

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 19 de Abril de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 18/04/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 05 de Março, 2017 - 14:28
Quebram o país, e o povo paga a conta

Rapidinhas

Custa-me crer, mas o pior é que é verdade.


Seu Romero Jucá, senador da República (PMDB-RO), sem nenhum pudor, sem constrangimento algum, desrespeitando a dignidade do povo brasileiro, teve a ousadia de dizer que “se acabar o foro é para todo mundo, até aqui tudo bem, mas ... “Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suru­ba selecionada”. Seu Jucá usou um vocabulário chu­lo, agressivo, não compatível com o cargo que, infelizmente, ocupa, a respeito da proposta em debate no STF (Supremo Tribunal Federal) de restringir o alcance da prerrogativa dos políticos a atos praticados no mandato em exercício. Sem mais comentários, senhoras e senhores...

E o papa Francisco continua cutucando a onça com vara curta: “Existem aqueles que dizem “sou muito católico, sempre vou à mis­sa, pertenço a esta associação. (Alguns deveriam dizer) ‘minha vida  não é cristã, não pago aos funcionários salários apropriados, exploro pessoas, fa­ço negócios sujos, lavo dinheiro, (levo) uma vida du­pla’. (...) Quantas vezes ouvimos ‘se esta pessoa é católica, é melhor ser ate­u’. Pano rapidinho!!! Sou fá desse papa. Francisco continua com o discurso afiadíssimo.

Outras Notas

- Finalmente, seu Ber­nar­dinho, técnico (aliás, ex-técnico) da seleção mas­culina de vôlei, reconheceu que “ela (a seleção) não é minha propriedade”.

- Em entrevista à Folha, seu Bernardo Re­zen­­de conta que, em 2015, Bruno (seu filho e levanta­dor da seleção) bateu em seu quarto de madrugada (em Saquare­ma) e disse ao “todo poderoso” Ber­nar­­do (pai): “Pai, nós temos que mudar. É preciso mudar sua forma de tratar essa rapaziada”.

- O técnico passou, segundo ele próprio, a dar um feedback mais positivo, mais receptivo, um apoio maior e não cobrar o tempo todo. “Esse foi o momento decisivo, reconheceu Bernardinho. Demorou pro rapaz aprender que é preciso ser duro, mas sem jamais perder a ternura, o fino trato aos atletas, o equilíbrio emocional à beira da quadra — e não aquelas atitudes (ridículas) manjadas, totalmente fora do contexto, longe do que possa ser esporte. Em seu livro, Bernardinho fala de liderança e “dá conselhos” positivos para os leitores. É decepcionante, po­rém, vê-lo à beira de um ataque de nervos no comando dos atletas nas qua­dras. Enfim, todos temos, nossos defeitos e, graças a Deus, qualidades. Seu Bernardinho também tem as suas (à sua moda, destemperada, é claro).

Em tempo: O ouro olímpico na Rio 2016 só veio pela nova postura adotada por Rezende (ele tem certeza disso).

- E mais: Para o técnico “somos o país das transgressões”. E líder, para ele, é aquele que não permite transgressões. Que o grande problema do país é falta de liderança. Defende as privatizações e é filia­do” ao PSDB. Evitou, durante entrevista à Folha, fazer uma avaliação do governo Temer. Ficou em cima do muro...

Mais Notas

- New Wave! Um fenômeno começa a ser notado e como tal tem chamado a atenção da mídia.

- Nova Onda 2: Insatisfeitos com rotina escolar, pais preferem deixar seus filhos em casa a man­dá-los para a escola. Alguns nem matriculam os pimpolhos.

- É a chamada educação domiciliar (“homeschooling”) com nova perspectiva: não ensinam em casa a grade cur­ricular, pelo contrário, que­rem fugir o mais que podem da tal grade.

- O objetivo principal? Justamente fugir de objetivos e regras do cotidiano da escola.

- Esse comportamento transgressor (é verdade), inusitado e corajoso esbarra no Estatuto da Criança e do Adolescente.

- Há educadores contra o “unschooling”. Filósofo e ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro avalia que a grande vantagem da escola é a possibilidade de sair da família.

- Leila Garcia, artista, 53 anos, não pensa como Janine Ribeiro: “Não acho que a escola socialize. É um grupo de crianças juntadas aleatoriamente. Vo­cê sofre (bullying) e no dia seguinte tem de estar de novo com o agressor” — Leila vive com o filho de 12 anos em Ubatuba.

- Na verdade,  os seguidores da “desescola­ri­zação” e críticos à prática chegaram a um consenso: “Há a necessidade de a­dul­to por perto e de uma estrutura que possibilite o de­senvolvimento das crianças”.

- Em tempo: Os filhos da chamada “desescolari­zação” (“unschooling”) estão em bairros de São Paulo como Aclimação, Vila Madalena, em cidades interioranas como Jo­vanópolis e Piracaia e tam­bém do litoral, Ubatu­ba, por exemplo. Os pais? Artista, médica, economista cabeleireiro, entre outras profissões. São pais da classe média alta.

Em tempo: Por determinação do sr. ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), todas as ações (em tramitação no país), em nível judicial, relativas à educação domiciliar, estão suspensas desde novembro de 2016.

- Barroso é relator de uma ação que tramita na Corte; a ação põe em po­los opostos: o município de Canelas, no Rio Grande do Sul, e pais que querem ensinar os filhos em casa. Essa ação pode ser julgada brevemente — seria uma sinalização jurídica para a prática da educação domiciliar. Uma diretriz para julgar outros casos análogos. Se a coisa pega...

Certas Notas

- Quando o Carnaval passar! Estão programadas manifestações (da esquerda e da direita) políticas para depois do reinado de Momo. Terão força e visibilidade esses movimentos? Aguardemos.

- Temas polêmicos voltarão à baila: as delações do fim do mundo (pelos executivos da Odebrechet, a reforma da Previdência, que será debatida no Congresso. E os blocos (nada carnavalescos) contra uns e a favor de outros voltarão às ruas. Não esperem, porém, um outro junho de 2013.

- Dia 15 de março tem bloco na rua contra o governo Temer e as anunciadas reformas; dia 26/3 sai a turma a favor da Lava Jato  e contra os amigos do sr. Michel Temer, delatados na operação (são, porém, a favor do governo e das reformas tão faladas).

- Gente, o sr. Doria de cadeira de rodas?!!! É o fim. Uma atitude que chega a ser desrespeitosa para com os cadeirantes de verdade. O ridículo é “privilégio” de muitos, as ações (populistas e “folclóricas”) do sr. João Doria são sua marca registrada. O homem é um automarque­teiro de primeira, só que seu marqueting é de péssima categoria. Governar, que é bom, até agora, na­da. Bem que ele avisou que não era político. Está longe do que seja Política e do que seja bom político. Eu não acreditei na notícia (via rádio).

- Perguntar ofende? Não! Então vamos lá: Quem são os responsáveis pela falência dos Estados (Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais (por enquanto)? Quem é que tornou esses Estados insolventes, em estado de calamidade financeira e, consequentemente, num caos social? Foi o povo? Responda quem puder possa. Quem são os irresponsáveis que levaram a população dos tais Estados a viver dias desespera­dores, principalmente, os desempregados? E os empregados que estão com (vergonhosos!) salários atrasados? Quem fez com que ficassem endividados e o Estado sem caixa? Qua­is os responsáveis pelos gastos excessivos (muito além da receita), sem se preocupar com a situação das pessoas que lá vivem? Pano rapidinho...

Pílulas

- Março vai continuar quente (com tendência à elevação da temperatura), reforma da Previdência e Regime de Recuperação Fiscal vêm ai ...

- Hélio Schwartsman, Folha, parece estar vivendo em outro planeta.

--- Diz, em sua coluna “A marcha da história”, na Folha, 26/2/2017, que o preconceito era “extremamente” disseminado e naturalizado.

- E continua: diz, ainda, que melhoramos muito em relação ao preconceito nos últimos tempos (será, sr. Hélio?).

- E resume (muito mal) a ópera. “Hoje a idéia de que todos devem ter os mesmos direitos independentemente de raça, cor, gênero, orientação sexual, etc. está plenamente incorporada à visão de mundo ocidental. Sem comentários...

- Seu José Yu­nes recebeu de Lucio Fu­na­ro o “pacote” errado (ou o pacote certo?). Assim co­mo os apresentadores do Oscar de melhor filme...

- Diferentemente dos atores, não abriu o “pa­cote”. Deu no que deu. Em vez de “La La Land”, a vitória foi de “Moonlight”...A derrota política nesse ca­so, por enquanto, foi do sr. Eliseu Padilha.

- Frase lapidar do sr. Yunes (o amigo há mais de quarenta anos do sr. Michel Temer). “Fui mula do Padilha”. Cerrem as cortinas, rapidamente.

- A pergunta que não quer calar: Será que o sr. Alexandre de Moraes conseguirá ficar isento de contaminações? Seu André Singer acredita que não ...Temer tem feito certas escolhas que são ver­dadeiros tiros no pé: Geddel, Jucá, Padi­lha...E la nave va...

A LÍNGUA NOSSA DE CADA DIA

1. Despretensiosamente é uma palavra grafada com s e não c como saiu na coluna passada. O texto foi por mim corrigido, mas, na versão final, aparece o tal c; no lugar deveria (e deve) estar o s.

Da mesma maneira: pretensão, pretensioso, pretensiosamente, etc.

2. A palavra saudade pode ser perfeitamente usada no plural: Tenho saudades de meus pais.

3. Não existe a forma “o ciúmes”, mas os ciúmes, muitos ciúmes, meus ciúmes, nossos ciúmes, puros ciúmes, etc.

Não diga, portanto, meu ciúmes, muito ciúmes, seu ciúmes, etc.

CUMPADRES

Bom-dia, meus amigos.

CORTINA

O prefeito “folclórico” entra na avenida, varre o piso, ergue a vassoura (no desfile das escolas de samba de São Paulo)... Parte da platéia reage com um corinho nada agradável: “Ei, Doria, vai tomar... “banho”. Pano rapidinho... É claro que a palavra usada não era banho. Mas...

Seu Geraldo Alckmin, também no camarote carnavalesco, disfarçou e disse não ter ouvido os “elogios” a seu pupilo político.

CUMPADRES

Bom-dia, dr. Paulo e Fer­nando Ribeiro de Carvalho.

CORTINA

Por que será que Temer e família mudaram-se para o Alvorada e já voltaram para o Jaburu?

FINALMENTES

Bela notícia! A jovem Bruna Sena Reis, 17 anos, superou 6,8 mil candidatos que disputaram as 90 vagas do curso de graduação de medicina da USP, campus de Ribeirão Preto. Bruna conseguiu o 1.º lugar nos exames vestibulares. A jovem é a primeira pessoa da família Reis a ingressar no ensino superior e fez todos os estudos em escola pública. Sucesso total, Bruna. Parabéns!!

FINALMENTES 2

Vem por aí outra aberração política: o sr. Bolsona­ro. Deus nos livre e guarde! As ideias do homem, evidenciadas no seu discurso, são todas politicamente incorretas: atrasadas, reacionárias, antiquadas.

Urgente! Mr. Trump falou ao Congresso americano. Surpreendeu a todos pelo tom usado, completamente o oposto de tudo o que vinha pregando. Foi educado (coisa que não costuma ser). Um discurso moderado e conciliador. Melhor assim. Em campanha fez um discurso mar­quetei­ro, bravata pura. Na verdade, sua fala parece com­pleta­mente desgarrada de suas ações. Muito barulho por nada. Melhor assim.

CORTINA 3!

Há alguns políticos (que não são políticos na verdadeira acepção do termo) pensando que governar uma cidade, um Estado ou um país seja mero passatempo. Brincam de governar. O que será que essa gente pensa que o povo pensa? Ou eles não se dão ao trabalho de pensar a respeito disso? Ou eles não pensam? Há exceções. Poucas, na verdade.

Ivo de Souza é professor universitário, poeta, colunis­ta, pintor e membro da Real Academia de Letras de Porto Alegre.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
18 de Abril, 2018
Professor é vítima de falsa notícia na internet e corre risco de ser agredido - 1448
18 de Abril, 2018
Ladrões tomam bolsa de trabalhadora na marra quando esta se dirigia ao trabalho - 353
18 de Abril, 2018
Filho de Euripinho leva facada no abdômen de funcionário - 935
18 de Abril, 2018
Matador do taxista fez acordo pra se entregar em Rio Preto com medo de ser linchado na região - 191
17 de Abril, 2018
Polícia prende em Rio Preto acusado de matar mototaxista na Vila Hípica - 395


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites